Docente da FCUP nomeada para prémio de 1 milhão de euros

Docente e investigadora em Química da FCUP

Maria João Ramos é Professora catedrática e diretora do programa doutoral em Química da FCUP. (Foto: DR)

Maria João Ramos, docente do departamento de Química e Bioquímica da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), está nomeada para o International Prize “Lombardy is Research”, galardão no valor de 1 milhão de euros a ser entregue ao(s) autor(es) de uma descoberta científica de destaque na área das Ciências da Vida, com impacto significativo na qualidade de vida.

A docente e investigadora da FCUP, que até junho passado desempenhou também o cargo de Vice-Reitora da U.Porto para a Investigação, está entre os 10 possíveis vencedores deste prémio dirigido a investigadores de todas as nacionalidades, numa seleção feita por um júri constituído pelos principais cientistas de Itália.

A nomeação deve-se ao trabalho de Maria João Ramos no domínio da catálise enzimática computacional, que visa proporcionar informação crucial para o desenho racional de fármacos.

O vencedor do prémio, que pode ser atribuído individualmente a um cientista ou a uma equipa de investigação, será anunciado no dia 9 de julho. O galardão vai ser entregue numa cerimónia a 8 de novembro no Teatro alla Scala, em Itália.

Sobre Maria João Ramos

Professora catedrática e diretora do programa doutoral em Química da FCUP, Maria João Ramos é licenciada em Química pela Universidade do Porto e doutorada pela Universidade de Glasgow (Escócia) e o Swiss Institute for Nuclear Research. Na Universidade de Oxford (Inglaterra) realizou um pós-doutoramento em Modelação Molecular e foi durante muitos anos diretora associada do National Foundation for Cancer Research Centre for Computational Drug Discovery da Universidade de Oxford.

Responsável pelo grupo de investigação em Química Teórica e Bioquímica Computacional da FCUP, tem uma vasta reputação internacional nas áreas da catálise enzimática, mutagénese computacional, docking molecular e descoberta de drogas, sendo autora de mais de 250 artigos científicos em revistas internacionais.

Vice-Reitora da U.Porto para a Investigação entre 2014 e 2018, foi agraciada, em 2014, com o título de Doutora Honoris Causa pela Universidade de Estocolmo.