Universidades são grandes fontes de talento

Semana Global de Empreendedorismo 2015 Nas palavras de Luís Portela, Presidente da BIAL, a “enorme riqueza que está nas universidades ainda não está a ser aproveitada”. Esta foi uma das conclusões da Sessão de Encerramento da Semana Global de Empreendedorismo 2015 que, no passado dia 18 de novembro, reuniu mais de 150 pessoas no Grande Auditório da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).

Vincando que e é preciso saber investir e arriscar para manter os talentos portugueses no nosso país, o antigo estudante e Presidente do Conselho Geral da U.Porto considerou “dramático para o país que os empresários portugueses não estejam atentos à riqueza de conhecimento nestas instituições. Os empresários portugueses não têm estado atentos a esta riqueza acumulada. Não estão a usar esses agentes que são, a meu ver, muito valiosos”. Palavras que marcaram o tema geral do 1º painel de debate da sessão, centrado no “Estado e Desafios da Indústria em Portugal”.

Na conversa, moderada pelo Pró-reitor da Universidade do Porto, Carlos Melo Brito, participaram também José Carlos Caldeira (Presidente da ANI) e Manuel Caldeira Cabral (Professor da Universidade do Minho). Caldeira Cabral chegou mesmo a referir-se às universidades como “um oásis”. Na opinião do professor universitário, há que apostar na lógica do ecossistema e integrar cada vez mais essas pessoas nas empresas. Defendendo a mesma ideia, José Carlos Caldeira acrescentou que se não se encontrarem maneiras de manter o talento em Portugal “teremos problemas muito sérios”.

A segunda parte da manhã foi preenchida pelo painel “Empreender na Indústria em Portugal”, onde as empresas Grupo Kyaia, Frulact, Active Cyclone Systems, Damel e Nautilus partilharam o percurso de sucesso com os participantes, na sua maioria estudantes.

Esta sessão, coorganizada pela Universidade do Porto, foi o culminar de uma semana recheada de iniciativas dedicadas ao empreendedorismo nas suas mais variadas vertentes.  Realizada simultaneamente em 157 países e organizada, em Portugal, pela Associação Portuguesa de Business Angels e pela SEDES  a Semana Global do Empreendedorismo 2015 teve como objetivo promover o contacto entre empresários, agentes económicos, startups, financiadores e agentes do mundo académico e lançar o estímulo para o aparecimento de novos projetos de empreendedorismo de base industrial no país.