Universidade do Porto vai ser parte ativa do SPIN 2016

spin2

A apresentação oficial do SPIN 2016 teve lugar na Cidade da Cultura de Galicia. (Foto: DR)

Depois de Madrid (2012) e da Cidade do México (2014) é a vez de Santiago de Compostela servir de palco ao que já é considerado o maior evento iberoamericano de empreendedorismo. A apresentação oficial do SPIN 2016 teve lugar esta semana na Cidade da Cultura de Galicia e contou com a participação da Universidade do Porto, enquanto membro da RedEmprendia, entidade organizadora do evento.

Presente no lançamento do SPIN 2016, Carlos Brito, pró-reitor da U.Porto, destacou as intenções da Universidade do Porto em “participar ativamente “com os seus recursos, a sua experiência e o seu conhecimento: “Podemos proporcionar três coisas: recursos e competências, networking e atitude empreendedora para, no final, valorizar o conhecimento”, referiu.

A decorrer entre os dias 29 de setembro a 1 de outubro, o SPIN 2016 tem como lema “Criando Cultura Empreendedora” e vai contar com a  participação de empresários de referência internacional bem como de especialistas em negócios, ciência, gastronomia, entre outros, vindos de todo o mundo, capazes de providenciar um ambiente de networking e de troca de experiências.

Para além das habituais atividades e workshops, o evento vai incluir iniciativas de apoio aos universitários que tenham projetos empreendedores, para que possam desenvolvê-los com êxito. Entre eslas está o prémio Model2Market, galardão atribuído em 2014 a uma startup da U.Porto, a  AddVolt e que visa fortalecer os modelos de negócio nascidos nas universidades e que se destaquem pelo seu elevado grau de inovação e potencial de impacto social e económico. No total, os prémios das iniciativas do SPIN 2016 totalizam 100.000 euros.

O SPIN 2016 é um evento organizado pela RedEmprendia, em colaboração com os pelouros da Educação e Indústria e as Universidades de Santiago de Compostela, Vigo, Corunha e Porto. Conta também com o apoio da Fundación Cidade da Cultura de Galicia e do Banco Santander, através de Santander Universidades.

As edições anteriores receberam 1300 pessoas de 16 países, e foram distribuídos mais de 160.000 euros em prémios para impulsionar ideias, modelos de negócio e projetos empreendedores. Este ano são esperadas perto de 2000 pessoas em Santiago de Compostela no outono.