U.Porto é a melhor universidade nacional no World University Ranking

EstudantesSemCara03

A U.Porto é a a universidade portuguesa melhor classificada num dos mais importantes rankings internacionais de Ensino Superior.

A Universidade do Porto é novamente a universidade portuguesa melhor classificada no QS World University Rankings, um dos mais importantes rankings internacionais do ensino superior. Globalmente, a Universidade do Porto é colocada como a 323.ª melhor universidade entre as mais de 3.800 instituições analisadas em todo o mundo.

Este é o quarto ano consecutivo que a Universidade do Porto encabeça as instituições portuguesas no QS World University Rankings, tendo nos últimos cinco anos subido 78 posições na classificação geral, que é este ano liderada por três instituições norte-americanas: MIT, Stanford e Harvard.

A qualidade da produção científica e a reputação entre as instituições internacionais são os indicadores onde a Universidade do Porto obtém melhor classificação, ascendendo à 200.ª posição mundial no que toca a Citações por Docentes e ao 238.º posto em Reputação Académica.

Aula / Laboratório ICBAS

A qualidade da investigação científica e a reputação académica são os indicadores onde a Universidade do Porto se encontra melhor classificada.

Portugal tem cinco universidades representadas na edição deste ano. Atrás da Universidade do Porto surgem a Universidade de Lisboa (330.ª mundial), a Universidade Nova de Lisboa (366.ª), a Universidade de Coimbra (451-460.ª) e a Universidade Católica Portuguesa (na posição 701+).

Criado pela multinacional Quacquarelli Symonds, o QS World University Rankings avalia mais de 3.800 instituições de Ensino Superior de todo o mundo com base em seis indicadores específicos: Reputação Académica, Reputação entre Empregadores, Relação entre Corpo Docente e Estudantes, Citações por Docentes, Estudantes Internacionais e Docentes Internacionais.

A avaliação resulta das respostas de cerca de 75 mil académicos e 38 mil empregadores – naquele que será o maior inquérito do mundo deste género – e da análise a 10,3 milhões de artigos científicos indexados na base de dados da Scopus/Elsevier.

Os resultados completos podem ser consultados em www.topuniversities.com.