iUP25K 2016: As dez melhores ideias já estão escolhidas

iUP25K 2016, sessão 25

As ideias finalistas foram escolhidas após uma primeira apresentação pública, realizadas em várias faculdades da U.Porto. (Foto: U.Porto Inovação)

Um serviço de limpeza para estudantes universitários, uma aplicação que promete pôr fim aos cartões de apresentação em papel. uma “loja” online destinada à venda e posterior reutilização de  resíduos resultantes das obras ou uma peça de vestuário capaz de armazenar energia para alimentar dispositivos portáteis. Estas são algumas das dez ideias que vão competir pela vitória na edição 2016 do iUP25k – Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto.

Nos passados dias 4 e 5 de maio, os autores das 24 ideias pré-selecionadas na primeira fase do concurso puderam, pela primeira vez, apresentar os seus projetos publicamente. Os palcos foram montados nas faculdades de Engenharia (FEUP) e de Ciências (FCUP) e no complexo do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e da Faculdade de Farmácia da U.Porto (FFUP) onde três painéis de peritos pontuaram as ideias. Dessa avaliação resultou o derradeiro top ten da edição de 2016 que, a partir de agora, segue para as etapas intermédias (Business Model e Pitch me UP) até à luta final pelos 25 mil euros em prémios.

Entre os finalistas estão ideias muito variadas, desde aplicações a serviços, passando por tecnologias inovadoras. É o caso do Audio GPS, uma tecnologia de localização global para smartphones em espaços interiores utilizando sistemas sonoros. Ou então do CEM Construction Eco Map, uma plataforma online que permite colocar à venda os resíduos de construção e demolição gerados e tratados numa determinada obra ao invés de serem reencaminhados para aterro. Poupar o ambiente é também o objetivo da HotBox, uma solução de recuperação de energia dos gases de escape de um motor de combustão interna. Já o Limpa-m’isto – promete poupar a energia dos… estudantes unviersitários, oferecendo-lhes um serviço de limpeza especialmetne orientado para as suas necessidades e possibilidades económicas.

No leque de ideias finalistas incluem-se ainda uma tecnologia que alia arquitetura paisagística, neurociência e inteligência artificial para ajudar na escolha de um design mais saudável para os espaços públicos e estabelecimentos de saúde (Neuro-Landscape), uma aplicação para smartwatch que promete redefinir os cartões de negócio, substituindo os obsoletos cartões de papel (Retrivr), uma plataforma web para gestão de coleções (Colligi), uma plataforma inteligente de requisição de serviços (tage by oko), um serviço que permite aos viajantes encontrar os seus itens no local de destino, sem a necessidade de viajar com as incómodas bagagens (Travel Cache) e um sistema produção de vestuário (têxteis) que armazena energia para alimentação de dispositivos portáteis e/ou sensores de monitorização utilizados em Desporto, Saúde e Bem-Estar (WEStoreonTEX).

A próxima etapa do iUP25k realiza-se nos dias 12 e 13 de maio, datas em que as equipas vão participar no Business Model, cujo objetivo é capacitar os participantes nas metodologias de Business Model Canvas e Customer Development. Segue-se um momento de mentoring individualizado para que os participantes possam valorizar ainda mais os seus projetos. O Business Model vai ter lugar na empresa Byside e conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto.

A final da edição 2016 do iUP25k será aberta ao público e está marcada para o dia 24 de maio.