G.A.S. Porto leva música por uma causa ao Passos Manuel

André Tentugal

André Tentugal (We Trust) é um dos artistas que vão subir ao palco do Passos Manuel. (Foto: DR) (Foto: Vera Marmelo / DR)

“E que tal sairem no próximo sábado com amigos? E que tal em vez da habitual noitada pela Baixa desta vez alinharem numa noite diferente, também pela Baixa e num dos Bares mais emblemáticos do Porto… A diferença: divertem-se na mesma com os amigos, mas desta vez o dinheiro (10 euros) vai para ajudar uma boa causa”. A proposta é de Teresa Oliveira, da organização do GAS MUSIC, evento que, a partir das 22h00 deste sábado,14 de novembro, vai levar ao palco do Passos Manuel três bandas do Norte: Oliveira Trio, Lazy e Basic Black. As receitas revertem a favor do G.A.S. Porto – Grupo de Acção Social do Porto, sediado na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP).  

A noite arranca ao som do raper Lazy, depois, entre o Rock Alternativo e o Indie-rock, sobem ao palco os Basic Black. A banda de Bruno Teixeira (vocalista/guitarra), Tiago Mourão (guitarra), Francisco Violante (baixo) e Tiago Fernandes (bateria) apresenta “Machinity”, o seu primeiro álbum, lançado este ano. Os Oliveira Trio de Manuel Oliveira (baixo), Marco Oliveira (orgão) e Nuno Riviera (bateria), completam o cartaz do GAS MUSIC. Também este ano, a banda estreou-se em disco 7”, com os temas “The Worm” (versão do tema de Bill Doggett) e “Caso de uma noite só”.

Após os concerto segue-se uma after-party com os Dj Sets de André Tentugal (We Trust) e Miguel Peres.

Esta é já a quarta edição do GAS Music, e Teresa Oliveira espera conseguir “casa cheia”, assim como foi possível na edição de 2014, também no Passos Manuel, o que se traduziu em cerca de 2.000 euros a favor das várias atividades do G.A.S. Porto.

Com mais de 400 voluntários no terreno, o Grupo de Ação Social do Porto subdivide-se em dois: G.A.S.PORTO JOVENS – dos 18 e os 26 anos -, maioritariamente estudantes universitários a intervir nas áreas educativas e socioculturais; e o G.A.S.PORTO ABRIGO, com voluntários que já iniciaram a sua vida profissional. Para além do GAS Music, estes grupos de voluntários promovem várias iniciativas de angariação de fundos tais como a caminhada solidária Porto a Sorrir, uma Noite de Fados, ou um Jantar de Beneficência. O valor angariado torna possível a realização de missões em Portugal, Moçambique e Timor-Leste e permite a sustentabilidade dos projetos de voluntariado regular na cidade do Porto.

Comprado com antecedência, o bilhete para esta edição do GAS Music custa 10 euros. Se for no próprio dia, o bilhete para os concertos e a festa custa 12 euros. Quem quiser vir apenas para a festa paga 5 euros.

“Uma nota musical é apenas um som, notas musicais são apenas ruído, a união das notas musicais compõem melodias, juntos podemos fazer música, música por uma causa”. Para quem ainda não se deixou convencer: