“Coisas Espantosas” da Academia Politécnica apresentadas na FEUP

Diapositivos para lanterna de projeção, J.Duboseq, Paris

“Coisas Espantosas” é o nome da terceira sessão integrada no ciclo de comemorações dos 180 anos da criação da Academia Politécnica do Porto, Materialidades da Polytechnica, marcada para o próximo dia 5 de julho, na Sala de Atos da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) e que terá como objeto de destaque um conjunto de diapositivos a utilizar numa lanterna de projeção.

Adquiridos pela Academia Politécnica do Porto em 1865, os contextos que envolvem este equipamento serão explorados ao longo da sessão, nomeadamente a vocação marítima e fluvial do Porto, abordada por Álvaro Domingues, geógrafo e Professor Associado da Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (FAUP), e ainda o tema da Exposição Internacional, realizada em 1865 no Palácio de Cristal , abordado por Hugo Barreira, assistente convidado do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP).

Como parte da sessão será apresentado um vídeo, no qual as curadoras Marisa Monteiro (Museu de Ciência Natural e Ciência da U.Porto), Patrícia Costa (Museu do Instituto Superior de Engenharia do Porto) e Susana Medina (FEUPmuseu) darão o seu contributo sobre a utilização do artefacto no contexto da Academia Politécnica e juntarão outros objetos que se encontram dispersos desde a extinção da Academia Politécnica.

A sessão contará ainda com um vídeo documentário que faz uma abordagem aos princípios científicos que envolvem os sistemas e fenómenos astronómicos na altura representados, desta vez liderados por João Lima, do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto.

A entrada é livre e gratuita.

Esta iniciativa está integrada num ciclo alargado de sessões comemorativas dos 180 anos da criação da Academia Politécnica do Porto,  que decorrem às quartas-feiras, ao longo dos meses de junho, julho, outubro, novembro e dezembro, altura do fecho das comemorações. O ciclo será dedicado aos acervos dos Museus de História Natural e Ciência da U.Porto, da FEUP, do ISEP, do ISCAP, e ainda do Arquivo e Fundo Antigo da Reitoria da U.Porto. O programa completo da iniciativa pode ser consultado aqui.