“O Público Vai ao Teatro” na Faculdade de Letras

Projeto multidisciplinar levou mais de 50 moradores do Bairro da Sé ao teatro.

“Será que a população que vive nas imediações da Praça da Batalha vai ao teatro? Será que alguma vez viu algum espetáculo de teatro que se produziu no Porto? Se não viu, vai ver”.  Dois anos depois de ter desafiado (e filmado) cerca de 50 moradores do Bairro da Sé do Porto a conhecer melhor o universo teatral, o projeto “O Público Vai ao Teatro” prepara-se para se dar a conhecer esta quarta-feira13 de março,  na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP).

Tendo como ponto de partida a compreensão da relação entre os públicos e o teatro, “O Público Vai ao Teatro” nasceu de um compromisso assumido pelo Teatro Meia Volta e Depois à Esquerda Quando Eu Disser com a população da freguesia da Sé. A partir desse encontro improvável, testemunhado pelos sociólogos João Teixeira Lopes (diretor e investigador do Departamento de Sociologia / FLUP) e Sara Joana Dias (estudante de doutoramento da FLUP), resultou, entre outras iniciativas, um documentário-inquérito estreado em fevereiro passado, no Teatro Nacional São João.

“O projeto adquire contornos inovadores que, de certa forma, rompem com conceções tradicionalistas de estudos de público nas ciências sociais, ao analisar aprofundadamente o público e suas representações e (re)aproximando-o, ainda que esporadicamente, do teatro”, apresenta a equipa da FLUP que participa na iniciativa.

Depois da estreia do documentário, de uma comunicação científica e de uma conversa-debate, é esse “olhar sociológico sobre a criação artística” que vai ser servido numa conferência que terá como protagonistas João Teixeira Lopes e Sara Joana Dias. Em cima da mesa estará um conjunto alargado de questões que servirão de mote para uma reflexão sobre a relação entre os públicos e os discursos artísticos.

A conferência tem início às 13h30, na sala 409 da FLUP.  A entrada é livre.