Jogo made in UPTEC ajuda crianças com dificuldades de fala

O Happies dispõe de uma área de resultados, onde é possível ver a evolução da criança em cada exercício. Foto: DR

Uma startup incubada no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto criou uma aplicação móvel de apoio à terapia da fala que vai ajudar o desenvolvimento de motricidade orofacial das crianças. A app Happies promove a evolução da criança, através de mais de 30 animações com movimentos específicos de bochechas, lábios e língua.

Destinada a crianças dos dois aos seis anos com dificuldades em determinada palavra/letra ou com atraso cognitivo, a aplicação surge com o objetivo de criar recursos digitais simples e didáticos para promover o desenvolvimento dos mais novos. “Sentimos necessidade de criar jogos terapêuticos mais lúdicos e interativos, para potenciar o envolvimento da criança na terapia e aumentar o tempo de treino”, explica Célia Clemente, terapeuta da fala e uma das fundadoras do Happies.

Esta é a primeira app que permite aos pais e terapeutas da fala avaliarem o desempenho da criança em cada um dos exercícios, através de um sistema de pontuação de estrelas. “Em Portugal as crianças têm em média apenas 45 minutos de terapia por semana. Queremos facilitar e aumentar o tempo de terapia através da utilização de dispositivos móveis.” refere a fundadora.

A aplicação permite apoiar o desenvolvimento da motricidade orofacial de forma mais divertida, já que a criança pode ver em tempo real a animação e os movimentos que está a fazer com a cara. A gravação em vídeo dos exercícios da criança é também possível, para monitorização da sua evolução ou para posterior análise por um terapeuta da fala.

O Happies já conta com a parceria da clínica Sinapse e do Pony Club do Porto (equitação terapêutica) para desenvolvimento e distribuição da aplicação junto de pais e terapeutas.

A aplicação está já disponível para smartphones e tablets Android e Apple, através  da Play Store e da App Store.