Mariana Gradim

Mariana Gradim (Pessoa)Tricampeã nacional  e várias vezes campeã distrital de ginástica acrobática, Mariana Gradim conta no curriculum com inúmeras medalhas obtidas em competições internacionais e ainda com três participações em Campeonatos do Mundo (2010, 2012 e 2014) e duas em campeonatos da Europa. Apaixonada pela ginástica acrobática, nem por isso descura os estudos. Entrou em 2013 na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) com uma média de candidatura de 18,35, e está atualmente a terminar o 3º ano do curso de Medicina.

Mariana GradimJá este ano, participou no concurso Got Talent, em conjunto com Alfredo Pereira, com quem fez par pelo Acro Clube da Maia no Campeonato do Mundo, em França, em 2014, e nos Jogos Europeus, em Baku, em 2015. Encantaram o júri e os espectadores e chegaram à final. Lema de vida? Viver feliz.

Naturalidade?

Porto

Idade?

20 anos

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Das pessoas, do convívio, da vida de estudante.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

De não haver época de exames em setembro.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto? 

Promover actividades que reúnam as diferentes faculdades, incentivando a partilha de conhecimentos, de experiências e o convívio.

– Como prefere passar os tempos livres?

Com amigos, a fazer ginástica ou em casa.

– Um livro preferido?

Vários do Richard Zimmler, Dan Brown, Haruki Murakami.

– Um disco/músico preferido?

Sou de fases. Gosto de ouvir Coldplay, Bon Jovi, Amor Electro, Adele (e a lista continua…)

– Um prato preferido?

Bacalhau com natas ou à Brás.

– Um filme preferido?

“La vita è bella”. “Black Swan”.

– Uma viagem de sonho (realizada ou por realizar)? 

Percorrer as praias mais bonitas e viajar para os países nórdicos. Mas numa vida inteira e com um mundo tão grande não precisamos de escolher uma viagem só.

– Um objetivo de vida?

Viver feliz, fazer a diferença, não me arrepender daquilo que não fiz.

– Uma inspiração?

A música I was here , da Beyoncé.

– O projeto da sua vida…

Não faço grandes projectos, mas acho importante ter uma família unida e trabalhar naquilo que me der mais prazer.

– Uma  ou duas ideias para promover os talentos dos estudantes da U.Porto?

Criar oportunidades para mostrar/divulgar os talentos dos estudantes (exposições, espetáculos…).