FCUP aprova qualidade das águas costeiras da Madeira

Um estudo desenvolvido por uma equipa de docentes e investigadores da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP), liderada por Nuno Formigo, Sara Antunes, Natividade Vieira e António Guerner Dias, dos Departamentos de Biologia e Geociências, Ambiente e Ordenamento do Território da FCUP, permitiu concluir que as massas de águas costeiras da Região Autónoma da Madeira apresentam uma classificação ecológica de boa a elevada.

O projeto, que visou a obtenção de dados de monitorização para avaliação da qualidade das águas costeiras (diferentes das balneares) do arquipélago, arrancou no início de 2016, no âmbito da Directiva Quadro da Água (DQA).

Até chegarem ao resultado final (nível “Bom”), os investigadores estudaram um vasto conjunto de parâmetros, medidos em 14 pontos da Região Autónoma da Madeira: sete na Madeira; um entre as ilhas Desertas e a Madeira; um nas Desertas; três no Porto Santo; e dois  nas Selvagens. As análises incidiram sobre águas que vão até aos 200 metros de profundidade (batimétrica).
Os resultados obtidos colocam a Madeira dentro do cumprimento da Directiva Quadro da Água, que visa a conservação e melhoramento do ambiente aquático, do ponto de vista químico e biológico.

O projeto foi destacado na RTP Madeira (ver minuto 15:35).