O trabalho de Stephen Richardson gira em torno da engenharia de tecidos. Tal como um engenheiro “normal”, o seu objetivo é encontrar soluções inovadoras para corrigir defeitos. No entanto, em vez de um motor ou de um edifício, é o corpo humano que está em causa. Richardson procura melhorar a biocompatibilidade dos materiais a implantar no corpo, ajudando desta forma a colmatar necessidades clínicas, o que permite proporcionar melhores cuidados de saúde aos pacientes.