Veleiro robótico da FEUP/INESC TEC vence competição internacional

Equipa da FEUP conquistou o primeiro lugar da classificação geral, sagrando-se campeã do mundo

Terminou da melhor forma a participação portuguesa na 5ª edição do Campeonato do Mundo de Veleiros Robóticos: o veleiro FASt sagrou-se campeão mundial, depois de ter assegurado o 1º lugar na classificação geral. A prova, que decorreu de 17 a 21 de Setembro na baía de Cardiff, no País de Gales, contou com 9 embarcações provenientes dos EUA, Alemanha, Reino Unido e Portugal.

A comitiva portuguesa, composta por Diogo Lopes, Henrique Cabral, Joao Teixeira e José Francisco Valente, estudantes do Mestrado Integrado em Engenharia Electrotécnica contou também com a colaboração de José Carlos Alves e Nuno Cruz, ambos docentes da FEUP e investigadores da Unidade de Robótica e Sistemas Inteligentes, ROBIS, do INESC TEC.

Durante a semana da competição, os desafios colocados às equipas centraram-se essencialmente num conjunto de aspectos que eram valorizados à medida que as provas se foram sucedendo: endurance, precisão de navegação, capacidade de deteção e desvio de obstáculos, capacidade de recolha e registo de dados ambientais e do estado do veículo foram os aspectos mais valorizados na classificação final.

Para além destas provas, a organização lançou um outro desafio aos estudantes que participavam na competição: o “hacker challenge”, em que os concorrentes tinham de conceber e construir um veleiro robótico com recurso a materiais reutilizados. A equipa portuguesa juntamente com os elementos da comitiva alemã fizeram dupla neste desafio e, apesar de algumas limitações no software que foi desenvolvido de raiz, a originalidade da proposta luso-alemã, do tipo catamaran, construída com duas garrafas de água, uma grelha de forno e uma caixa de plástico convenceu o jurí.

Recorde-se que o projeto do veleiro FASt foi iniciado em janeiro de 2007, tendo como principal objetivo a participação em competições internacionais de embarcações à vela não tripuladas, tendo-se sagrado vice-campeão do mundo em 2009, no âmbito do Campeonato Mundial de Veleiros Autónomos que foi organizado pela FEUP e decorreu ao largo de Matosinhos.

Sobre o veleiro da FEUP/INESC TEC

Com capacidade para velejar de forma completamente autónoma, o veleiro da FEUP/INESC TEC é controlado por um pequeno computador e por atuadores eléctricos que asseguram a manobra do leme e a orientação das velas. A energia elétrica é assegurada por um painel solar e armazenada em baterias, e o reduzido consumo energético permite o funcionamento autónomo por longos períodos de tempo. Para a realização de ensaios no mar e monitorização em tempo real dos parâmetros de navegação, existe uma ligação de rede WiFi e um rádio-comando convencional, podendo ainda ser equipado com um sistema de comunicações via satélite.

O veleiro foi construído em materiais compósitos, contando com o apoio de um conceituado construtor de kayaks de competição, situado na região de Crestuma. A preparação da embarcação e a participação da equipa da FEUP/INESC TEC nesta competição contou com o patrocínio da FEUP, do INESC TEC e da AFCEA Educational Foundation (no âmbito do programa “Science Teaching Tools”), bem como o apoio do Clube Naval de Leça e da Escola Naval da Marinha.