U.PORTO GENERATIONS – Família Maia e Costa Vaz-Pires

Cristina Maia e Costa, Rodrigo Maia e Costa Vaz-Pires, Carolina Maia e Costa Vaz-Pires, Horácio Maia Ferreira e Costa, Bernardo Maia e Costa Vaz-Pires, Luís Maia e Costa, Filipa Rocha, Paulo Vaz-Pires (Foto: Egidio Santos/U.Porto)

Na família Maia e Costa Vaz-Pires contam-se  três gerações que passaram (e estão a passar) pela Universidade do Porto. Na verdade, pode-se dizer que a história desta família se cruza e confunde com a própria história da U.Porto.

Aos 85 anos, Horácio Maia e Costa recorda, com saudade, os mais de 60 anos em que esteve, diariamente, em contacto com a Universidade. Licenciado (1957) e doutorado (1965) em Engenharia de Minas pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), começou cedo a sua carreira como docente na  FEUP, interrompida apenas para cumprir o serviço militar (entre 1961 e 1962 e em 1967); e para exercer funções como 1.º assistente na Universidade de Luanda entre fevereiro e setembro de 1970. Foi presidente do Conselho Diretivo da FEUP (eleito em 1977) e diretor da  faculdade entre 1977-1978. Foi nesse  ano que se tornou Vice-Reitor da Universidade do Porto, lugar que ocupou até 1981.

Não é, por isso, de estranhar, que os dois filhos, Cristina Maia e Costa e Luís Maia e Costa, tenham também eles seguido o percurso do pai. O filho mais velho, Luís, entrou em 1980 na FEUP, onde se licencia em Engenharia Civil. Já Filipa, a sua companheira na vida e no trabalho, formou-se Faculdade de Arquitectura (FAUP) em 1997.

Quanto a Cristina, filha mais nova de Horácio Maia e Costa, é formada em Medicina pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS). Foi ali que conheceu o atual marido, Paulo Vaz-Pires, que na altura frequentava o curso de Ciências do Meio Aquático e que é, atualmente, professor associado com agregação do ICBAS e investigador no ICBAS e CIIMAR.

É na terceira geração que conhecemos os três filhos do casal Cristina e Paulo. A mais velha, Carolina, depois de um ano na licenciatura em Ciências da Comunicação: Jornalismo, Assessoria e Multimédia, na Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), descobre a sua vocação na Faculdade de Belas Artes da U.Porto (FBAUP), onde se licencia em Design de Comunicação, em 2014. Os dois rapazes, Rodrigo e Bernardo, seguiram as pisadas do avô e são, atualmente, estudantes da FEUP, no Mestrado Integrado de Engenharia Electrotécnica e de Computadores. O mais velho, Rodrigo, frequenta o 4º. ano. Bernardo é o “caloiro” da família, estando no primeiro ano do mesmo curso.

“É uma vida! Mais de metade da minha vida, passei-a na Universidade do Porto”. É desta forma que o Professor Horácio Maia e Costa resume a ligação à U.Porto. É a sua vida e a das gerações que se seguiram. Carolina, neta de um antigo professor e vice-reitor e filha de um professor da U.Porto, remata: “Eu cresci nos corredores da Universidade do Porto”.

Conheça outras famílias e histórias U.PORTO GENERATIONS aqui.