U.PORTO GENERATIONS – Família Dias da Silva

José Pedro Dias da Silva, Carolina Dias da Silva, Amparo Dias da Silva, Armando Dias da Silva (Foto: Egidio Santos/U.Porto)

A ligação da família Dias da Silva à Universidade do Porto conta quase o mesmo número de anos (106) da história da U.Porto.

Tudo começa com José Dias da Silva, formado em Português/Latim na primeira Faculdade de Letras (FLUP), que existiu entre 1919 e 1928. Nas gerações seguintes, contam-se quatro descendentes diretos, com ligação à U.Porto e, em especial, à Medicina Dentária.

Armando Manuel Dias da Silva é o primeiro, ao licenciar-se em 1966, na Faculdade de Medicina  (FMUP), área que rapidamente trocou pelo “ofício” de médico dentista. Do casamento com Amparo Dias da Silva, licenciada em 1959, pela Faculdade de Ciências (FCUP), nascem três filhos, todos eles diplomados na U.Porto.

José Pedro é mais velho de três irmãos. Segue as pisadas do pai e, em 1991, licencia-se na Faculdade de Medicina Dentária da U.Porto (FMDUP), integrando aquela que foi a “primeira fornada” do curso. Foi também o primeiro em Portugal a concluir o Mestrado em Implantologia da FMDUP. Continua ligado à U.Porto, enquanto docente do Curso de Formação Contínua em Reabilitação Oral e Extra Oral com Implantes Osteointegrados da FMUP.

Já a irmã Maria Filipa formou-se-se em Medicina no Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), em 1993. O irmão mais novo Armando dá seguimento ao legado de família e licencia-se na FMDUP, em 1998. Atualmente, concilia a carreira de Ortodontista com a de Professor na FMUP.

É na quarta geração que conhecemos Carolina Dias da Silva, estudante do segundo ano do Mestrado Integrado em Medicina Dentária, na FMDUP. Hoje, vê-se a percorrer os mesmos corredores que foram outrora pisados pelo pai e pelo tio, todos eles inspirados pelo avô Armando Manuel.

Indissociável do percurso académico da mãe Amparo e do filho José Pedro é ainda o Orfeão Universitário do Porto (OUP). Independentemente das gerações que os separam, hoje fazem parte da Associação de Antigos Orfeonistas da Universidade do Porto (AAOUP), onde ensaiam semanalmente, com os restantes colegas.

Conheça outras famílias e histórias U.PORTO GENERATIONS aqui.