Universidade revisita O Porto de Júlio Resende

Exposição inclui os desenhos que inspiraram a "Ribeira Negra", obra-prima de Júlio Resende

São, ao todo, 18 desenhos e cada um revela a relação umbilical que une a cidade do Porto a um dos mais importantes nomes da arte portuguesa do século XX. Este podia ser o cartão de apresentação de O Porto de Júlio Resende, título da exposição que a Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto (FBAUP), em colaboração com o Lugar do Desenho, apresenta, até 26 de outubro, nos espaços da Galeria do Átrio da FBAUP e da Galeria dos Leões, no Edifício da Reitoria.

Inaugurada no passado dia 21 de setembro, data em que se assinalou o primeiro aniversário da morte do pintor, o Porto de Júlio Resende evoca a ligação do mestre portuense à cidade em que nasceu, em que se formou e em que trabalhou. Tudo isto recorrendo a uma seleção de obras que, tendo a Porto como denominador comum, evidenciam a evolução da arte do pintor.

Iniciando o roteiro pela Galeria dos Leões, o visitante vai encontrar 15 desenhos a tinta da china e a aguarela realizados por Júlio Resende entre 1954 e 1991. Neles está retratada a forma como o pintor via a cidade do Porto e em especial a zona da Ribeira, lugar que Júlio Resende observou, registou e abordou, ao longo da carreira, com recurso às diferentes técnicas e expressões do desenho e da pintura. Desta relação resultou, entre outros trabalhos, o painel de azulejos “Ribeira Negra”, cujo desenho pode ser apreciado numa passagem pela Reitoria.

Já no Átrio da FBAUP, estão expostas três obras que evidenciam a ligação de Júlio Resende ao ensino artístico e, em particular, à faculdade. Estas incluem o trabalho final do Curso Superior de Pintura da Escola de Belas Artes do Porto, antecessora da FBAUP, que o pintor concluiu em 1945. A esta juntam-se duas das obras apresentadas durante as provas públicas para professor da ESBAP, em 1962.

O Porto de Júlio Resende vai estar patente até 26 de outubro e pode ser visitado de segunda-feira a sábado, das 10 às 18 horas, na Galeria dos Leões (Reitoria da U.Porto). Na FBAUP, as obras estão expostas ao público durante o horário de expediente. Em ambos os casos, a entrada é livre.

Quem foi Júlio Resende?

Nome maior do neorrealismo em Portugal, Júlio Resende (1917- 2011) é uma das personalidades mais marcantes da história da arte portuguesa e do ensino artístico na cidade do Porto. Formado na ESBAP, antecessora das atuais faculdades de Arquitetura e Belas Artes da U.Porto, cedo viajou pela Europa e pelo mundo, tendo exposto a sua obra nos mais importantes eventos artísticos internacionais. Contudo, nunca deixou de estar fortemente ligado ao Porto, bem como ao ensino na ESBAP, instituição onde foi professor durante quase três décadas (1958 a 1987) e em que desempenhou diversos cargos diretivos.

Autor de uma vasta obra plástica nos campos da pintura, gráfica e mural, (a fresco, cerâmica, vitral, tapeçaria, etc) Júlio Resende recebeu, entre outras distinções, o Grau de Grande Oficial da Ordem de Santiago de Espada (1973), as Insígnias de Comendador de Mérito Civil atribuídas pelo Rei de Espanha (1982) e a Grã-Cruz da Ordem do Infante Dom Henrique (1997). O legado do pintor está hoje a cargo o Lugar do Desenho, organismo que, desde 1993, tem zelado pela preservação e divulgação da sua obra.