Universidade do Porto lidera pedidos de invenções em Portugal

A U.Porto domina o ranking nacional com 21 pedidos registados em 2012.

A Universidade do Porto é a instituição de Ensino Superior com o maior número de pedidos de Patentes e Modelos de Utilidade efetuados no ano de 2012 em Portugal.

Segundo dados do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), a U.Porto domina o ranking nacional com 21 pedidos registados no ano passado, 18 dos quais como requerente único e três como co-requerente. A Universidade de Coimbra e o Instituto Superior Técnico ocupam os lugares seguintes com 16 pedidos cada um.

Das patentes colocadas pela U.Porto em 2012 destacam-se, entre outros projetos inovadores, um dispositivo que permite medir “gordurinhas” a mais no corpo, uma vacina contra a meningite e uma técnica inovadora que pode ajudar a combater a proliferação das células associadas a doenças como o cancro.

Atualmente, a U.Porto conta com um total de 128 patentes ativas. Destas,  76 são nacionais e 52 são internacionais.

Estes resultados estarão diretamente ligados à capacidade de produção científica da U.Porto que, por norma, é responsável por mais de 23% de todos os artigos científicos publicados anualmente por instituições portuguesas. Na prática, significa que dos 12.853 artigos científicos elaborados por instituições nacionais em 2011, 2.974 saíram dos centros de investigação da Universidade do Porto.

A liderança no pedido de patentes é mais uma consequência do esforço que as escolas e centros de investigação da U.Porto têm feito na valorização económica da sua produção científica.