Universidade do Porto já tem mais de 80 empresas spin-off

As 81 empresas chanceladas pela U.Porto já criaram, em conjunto, mais de 750 postos de trabalho. (Foto: U.Porto Inovação)

Já passaram quase dez anos desde que a Inovapotek recebeu o selo Spin-off U.Porto, sendo assim o primeiro membro de uma família da qual já fazem parte mais de 80 empresas.

Dados cumulativos revelam que as 81 empresas chanceladas já criaram, entre si, mais de 750 postos de trabalho, e têm presença internacional em todos os continentes

Além disso, as empresas spin-off da U.Porto gerem, em conjunto, mais de 200 patentes e angariaram 84 milhões de euros em financiamento.

Fundado em 2016, o The Circle é o clube exclusivo de empresas spin-off que emergiram no ecossistema de inovação da U.Porto. (Foto: U.Porto Inovação)

Crescer em família

Com o objetivo de agilizar a troca de experiências e a melhoria de processos e de negócios, foi criado, em 2016, o The Circle, o clube exclusivo de empresas spin-off que emergiram no ecossistema de inovação da Universidade do Porto. Cumprindo a tradição de se juntarem pelo menos duas vezes por ano, o último encontro do grupo teve lugar no final do mês de maio.

Das 81 empresas nascidas no seio da Universidade do Porto, 30 participaram nesta reunião que teve lugar na Porto Business School, em paralelo com o Digital Health Venture Forum. O grande objetivo foi criar um verdadeiro espaço de networking entre os participantes, possibilitando que os fundadores e empreendedores pudessem conhecer-se melhor, dentro de uma rede em constante crescimento, para que daí possam surgir eventuais colaborações.

Subordinado ao tema “Super-Heroes”, este encontro desafiou as spin-offs a falarem sobre os seus superpoderes, traduzidos no que as torna únicas e importantes, mas também deu espaço para que os empreendedores expusessem os seus desafios e preocupações atuais. “Foi uma excelente oportunidade para partilhar desafios, contactos e conhecimentos, o que contribui para um maior envolvimento entre as spin-offs U.Porto”, referiu Bruno Azevedo, CEO e cofundador da Addvolt.

A par da atividade bilateral de networking, o encontro foi também uma oportunidade para que tanto a U.Porto Inovação – enquanto promotora da iniciativa – como o Santander Universidades e a Porto Business School – os dois parceiros estratégicos do The Circle – falassem um pouco do trabalho que desenvolvem diariamente dentro do ecossistema empreendedor.

Encontro The Circle @ Digital Health Venture Forum 2019//embedr.flickr.com/assets/client-code.js

Sara Mendes, da escola de negócios da U.Porto, referiu que foi “vital partilhar ideias e conversar com os fundadores”, bem como o palco dado para que os parceiros pudessem apresentar alguns recursos e ações para apoiar as empresas spin-off da Universidade no desenvolvimento e crescimento dos seus negócios. Como troca, os empreendedores também transmitiram o que os preocupa atualmente, e como a U.Porto e os parceiros poderão ajudar a suprir algumas necessidades, numa cooperação mútua.

O The Circle foi criado para isso mesmo: aproximar as empresas, não só entre si mas também das instituições que os podem auxiliar no caminho do sucesso. “Excelente encontro entre empresas inovadoras no qual se partilharam ideias e experiências”, referiu António Cunha Pereira, Diretor Geral da Ecoinside, acrescentando que a spin-off pretende estar presente em todas as futuras atividades.

A próxima terá lugar já em outubro deste ano, numa renovada aposta no Entreprenow. O evento, que reuniu mais de 100 pessoas na primeira edição no Hard Club, terá lugar em outubro deste ano e terá como foco a jornada do empreendedor, incluindo as dificuldades, sucessos e fatores chave para lá chegar.