A Universidade do Porto acaba de lançar uma Linha de Apoio Psicológico destinada a todos os membros da comunidade académica. Este serviço surge numa altura em que grande parte da população está em isolamento social, face à pandemia de COVID-19. O serviço, prestado por psicólogos profissionais, está disponível todos os dias, através do telefone 220 408 408, e de forma gratuita (apenas é cobrado o custo da chamada).

A Linha de Apoio Psicológico da U.Porto (LAPUP) está disponível todos os dias, entre as 19h00 e as 00h00. Os interessados podem também recorrer ao e-mail lapup@reit.up.pt, para receberem apoio psicológico. Do “outro lado” estará sempre um dos dez psicólogos que integram a equipa de trabalho. Todos eles com formação na área da psicologia clínica e da saúde e experiência de intervenção junto da comunidade universitária.

Aberto a todos os estudantes, docentes, colaboradores ou investigadores da U.Porto que delo necessitarem, o serviço não esquece igualmente os membros internacionais da Universidade. Nesse sentido, a linha estará acessível diariamente em português, espanhol e inglês, podendo ser agendado, via e-mail, o atendimento em italiano, francês ou alemão.

Apoio psicológico para todos

“Os nossos hábitos sociais alteraram-se profundamente nestas últimas semanas. A maioria de nós passou a trabalhar, estudar e fazer toda a sua vida em casa. Este “isolamento” e a incerteza do evoluir da situação pode provocar stress, ansiedade, irritabilidade, perturbações do sono, medo social ou levar ao desenvolvimento de conflitos familiares e/ou com colegas de casa. A Linha de Apoio Psicológico da U.Porto surge precisamente agora para ajudar todos os membros da comunidade académica a lidar com esta nova realidade”, realça José Castro Lopes, Pró-Reitor da Universidade do Porto.

Face à situação apresentada, a equipa de psicólogos da U.Porto dará o seguimento necessário, seja a sinalização do caso junto dos gabinetes de psicologia das faculdades, ou o encaminhamento para outras entidades de saúde, nomeadamente o SNS 24.

A equipa de psicólogos está a seguir as recomendações e orientações da Ordem dos Psicólogos Portugueses.