Universidade do Porto no top 100 europeu da empregabilidade

U,Porto foi a única universidade portuguesa a melhorar a sua posição no QS Graduate Employability Ranking, em parte devido à sua avaliação no indicador incentivos ao contato direto entre empregadores e estudantes.

A Universidade do Porto encontra-se entre as 100 melhores universidades da Europa no que toca aos índices de empregabilidade dos seus estudantes, de acordo com os dados da mais recente edição do QS Graduate Employability Ranking, publicado esta semana pela consultora britânica Quacquarelli Symonds.

Das 497 instituições de ensino superior analisadas, a U.Porto classifica-se na posição 201-250 mundial num ranking dominado pelas universidades norte-americanas. No entanto, quando comparada apenas com as instituições europeias, a Universidade do Porto alcança o top 100, classificando-se na posição 75-105 da Europa.

Estes valores representam uma melhoria em relação às classificações obtidas no ano anterior, onde a Universidade do Porto surgia nas posições 251-300 mundial e 100-122 europeia. De facto, a U.Porto foi a única universidade portuguesa a melhorar a sua pontuação total na edição deste ano do QS Graduate Employability Ranking, passando de uma pontuação de 27,9-32,2 em 2017 para 31,9-37,9 em 2018.

Esta pontuação é retirada da avaliação de cinco indicadores que pretendem identificar os níveis quantitativos e qualitativos da empregabilidade dos graduados de cada universidade: reputação da universidade entre os empregadores (que conta para 30% da nota final), sucesso dos graduados no mercado de trabalho (25%), número de parcerias com empresas por docentes de cada universidade (25%), incentivos ao contato direto entre empregadores e estudantes (10%) e taxa de emprego de graduados de cada instituição (10%).

A Finde.U – Feira Internacional do Emprego é uma das várias iniciativas organizadas pela Universidade do Porto para promover a empregabilidade dos seus estudantes.

Os resultados deste ano da Universidade do Porto foram potenciados por subidas significativas na avaliação das parcerias com empresas e do contato entre empregadores e estudantes. No primeiro destes indicadores passou de uma pontuação de 35,2 em 2017 para 44,8 em 2018, enquanto que no segundo indicador registou uma subida meteórica de 15,7 para 50,1.

A nível nacional, a Universidade do Porto coloca-se no segundo posto, ex aequo com a Universidade Nova de Lisboa e logo atrás da Universidade de Lisboa, classificada na posição 181-190 mundial.