Dar resposta a questões relacionadas com dificuldades sexuais e experiências diversas de géneros e de sexualidades, promovendo desde modo a saúde sexual de toda a comunidade académica. É esse o objetivo da nova Consulta de Saúde Sexual: Sexologia Clínica, Género e Sexualidades, acessível, desde a passada sexta-feira, a todos os estudantes, docentes, investigadores e funcionários da Universidade do Porto.

Resultado de uma parceria entre os Serviços de Ação Social da U.Porto (SASUP) e a Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação (FPCEUP), a iniciativa enquadra-se no novo Plano Integrado para a Promoção da Saúde e Bem-estar na U.Porto. “Esta consulta insere-se naquela que é uma das prioridades da atual equipa reitoral e que passa por promover a saúde e o bem estar na Universidade do Porto”, concretizou José Castro Lopes, Pró-Reitor da U.Porto com o pelouro da Saúde e bem-estar, à margem da apresentação do serviço.

De acordo com aquele responsável, “a saúde sexual é uma componente importante da qualidade de vida das pessoas”, mas “que é muita vezes descurada”. Por isso mesmo, “esta é uma maneira de promovermos a qualidade de vida de toda a comunidade académica, e não apenas dos estudantes”.

Na prática, o novos serviço divide-se em duas vertentes distintas, que serão asseguradas por seis profissionais do Centro de Psicologia da Universidade do Porto: a consulta de Sexologia Clínica, vocacionada para questões relacionadas com dificuldades sexuais ou problemas de insatisfação sexual e mal-estar associado à vida sexual; e a consulta de Género e Sexualidades, que abarca questões de género e LGBTQIA+ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgénero/Transexuais, Queer, Intersexo e Assexuais).

“Estas temáticas produzem frequentemente um mau estar que não é fácil de ser falado e que é vivido numa invisibilidade pessoal, muito difícil de exprimir. Por isso vai ser muito importante para as pessoas sentirem que existem recursos e pessoas que as podem ajudar em áreas da sua vida que afetam o seu bom estar”, explica Conceição Nogueira, vice-diretora do Programa Doutoral em Sexualidade Humana da U.Porto e uma das supervisoras científicas do serviço.

Onde, quando e quanto?

As consultas – que podem decorrer a título individual, mas também em casal e/ou em grupo – decorrem na sede dos SASUP, na Rua dos Bragas (151, 4050-122 Porto).

No que toca a horários, a consulta de Género e Sexualidades decorre à segunda-feira, das 10h00 às 12h00 e das 14h00 às 16h00; e à terça feira, das 14h00 às 16h00. Já a consulta de Sexologia Clínica tem lugar todas as quartas, quintas e sextas- feiras, das 10h00 às 12h00.

Relativamente ao custo do serviço, os valores situam-se abaixo dos praticados noutras instituições com consultas da mesma especialidade. Para os estudantes, o preço da primeira consulta é de 20 euros, valor que desce para 15 euros nas consultas posteriores. Já os funcionários pagam 40 euros na consulta inicial, usufruindo da mesma redução de cinco euros daí em diante. Os estudantes bolseiros ficam isentos do pagamento.

A marcação das consultas pode ser feita presencialmente, através do site dos SASUP , ou através do e-mail apoiomedico@sas.up.pt e do telefone 222 074 160.

Consultas para todos

A Consulta de Saúde Sexual: Sexologia Clínica, Género e Sexualidades  vem então reforçar o já amplo conjunto de serviços de apoio médico e psicológico, assegurados pelos Serviços de Ação Social da U.Porto (SASUP), através do seu Núcleo de Saúde (NS).

Atualmente, qualquer estudante da U.Porto pode aceder a consultas gratuitas nas áreas de Clínica Geral, Ginecologia/Obstetrícia, Psiquiatria, Psicologia, entre outras especialidades. A Faculdade de Medicina Dentária (FMDUP) disponibiliza também consultas de Medicina Dentária a toda a comunidade, a preços acessíveis.

No domínio das Consultas de Psicologia, os estudantes da U.Porto podem ainda solicitar apoio para (re)orientação vocacional, ou receber aconselhamento sobre estratégias e métodos de estudo, em caso de dificuldades no desempenho académico.

Mais informações aqui.