U.Porto investe mais de 5 milhões na requalificação da FEP

Durante as obras, as atividades letivas terão lugar no Edifício das Pós-Graduações da FEP e em infraestruturas temporárias que estão a ser instaladas junto à Rua Dr. Roberto Frias. (Foto: FEP)

A Universidade do Porto vai investir 5,6 milhões de euros na requalificação do edifício principal da Faculdade de Economia da Universidade do Porto (FEP), naquela que será a maior intervenção do edifício desde a sua inauguração, em 1974.

A intervenção tem como objetivo a renovação integral do edifício, abrangendo o obelisco vertical à entrada do edifício, da autoria do escultor José Rodrigues, as fachadas, as paredes interiores, a caixilharia, o aquecimento, as salas de aula, os gabinetes, os serviços, os espaços das organizações de estudantes, as instalações sanitárias, iluminação e o pavimento.

Para além das zonas mais visíveis, será também remodelada toda a zona técnica, o saneamento, o fornecimento de água, o aquecimento/arrefecimento do Salão Nobre, e o conjunto de casas rurais na Quinta de Lamas. Os SASUP estão também a estudar a instalação de uma cantina num novo edifício, a construir posteriormente.

Atendendo à complexidade da intervenção, o edifício principal da FEP, da autoria do Arquiteto Alfredo Viana de Lima, classificado como monumento de interesse público em 2013, ficará encerrado durante as obras, cuja duração prevista é de 13 meses.

Para além do edifício principal da FEP, a empreitada irá também incidir sobre a envolvente, incluindo o conjunto de casas rurais na Quinta de Lamas.

As aulas e exames serão realizados em infraestruturas temporárias que estão a ser instaladas no parque de estacionamento junto à Rua Dr. Roberto Frias, ou no Edifício das Pós-Graduações da FEP, que estará a funcionar em pleno.

“Trata-se de um investimento no futuro da Faculdade e nos seus estudantes que, como todos os investimentos, terá um custo no presente que procuraremos minimizar, mas que não poderemos evitar. No final, a Faculdade ficará em melhores condições para continuar a formar as futuras gerações de economistas e gestores, assegurando melhores condições de ensino, aprendizagem, investigação e trabalho a todos e constituindo cada vez mais um ponto de encontro entre estudantes, Alumni e os principais atores da realidade económica e empresarial”, destaca o Diretor da FEP, José Varejão.

Como realça o Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, esta intervenção resulta de “um acordo exemplar entre o Reitor e os diretores das 14 faculdades para a concretização de um vasto plano de reabilitação patrimonial que envolverá, a médio prazo, um investimento de 45 milhões de euros. Um investimento que assegurará melhores condições de ensino, de investigação e de apoio social a estudantes, professores e investigadores, num esforço que terá um impacto significativo na qualidade do trabalho realizado pela Universidade do Porto”.

O projeto da obra foi elaborado pela Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto (CEFA-UP) e a obra foi adjudicada às empresas Norcep – Construções, SA e Alberto Couto Alves, SA.

As últimas notícias sobre as obras e o andamento da empreitada podem ser acompanhados no site criado pela FEP propositadamente para o efeito em https://somos.fep.up.pt.