U.Porto entre as melhores do mundo em 22 áreas de estudo

A arquitetura é uma das quatro áreas em que a U.Porto figura no “top 100” mundial. (Foto: Egidio Santos/U.porto)

A Universidade do Porto continua a galgar posições no “QS World University Rankings by Subject”, figurando agora entre as 300 melhores do mundo em 22 das áreas de estudo avaliadas na edição 2018 daquele que é um dos mais completos e reputados rankings internacionais de ensino superior.

Na análise à prestação da U.Porto nas classificações elaboradas pela empresa multinacional Quacquarelli Symonds e disponíveis para consulta em www.topuniversities.com, ressalta a subida acentuada, em relação a 2017, da posição absoluta da Universidade em todas as cinco grandes áreas temáticas avaliadas. A este nível, a U.Porto regista a sua melhor classificação nas Engenharias e Tecnologia, ascendendo quase 50 lugares – da 184.º posição até à posição 135 (a melhor alcançada por qualquer universidade portuguesa) – face ao ano anterior. Uma tendência que se repete nas Ciências da Vida e Medicina (278 para 227), Ciências Sociais e Gestão (310 para 280), Artes e Humanidades (315 para 295) e Ciências Naturais (385 par 302).

A Universidade volta a surgir em grande destaque nas áreas ligadas às Engenharias e Tecnologia

Se a análise for estendida às 48 subáreas do ranking, verifica-se que, apesar de perder duas referências face a 2017, a U.Porto melhora o seu desempenho global (sobe em 11 rankings face a 2017), surgindo pela primeira vez entre as 51 e as 100 melhores universidades do mundo em quatro áreas – ArquiteturaDesportoEngenharia Civil e Engenharia Química – e entre as 101 e as 150 melhores em três: Agricultura, Ciências do Ambiente e Farmácia e Farmacologia.

A U.Porto regista ainda três colocações no “top 200” do mundo (151-200) em Engenharia MecânicaCiência de Computadores e Sistemas de Informação e Engenharia Eletrotécnica, patamar a que a Universidade ascende também nos domínios da ArqueologiaArte e DesignLínguas ModernasQuímicaEducação.

No que toca às restantes áreas de ensino, a U.Porto surge entre as 201 e as 250 melhores do planeta em mais três domínios (Linguística , Medicina e Ciência de Materiais), entre as 251 e as 300 melhores noutros três (EconomiaMatemática e Ciências Biológicas), estando ainda classificada no “top 450” de Física e Astronomia.

A U.Porto é a única universidade portuguesa entre as melhores do mundo na área da Medicina. (Foto: Egidio Santso/U.Porto)

Quando comparada com as restantes universidades portuguesas, a Universidade do Porto surge no topo das instituições com mais referências, apenas superada pela Universidade de Lisboa (29), e à frente das universidades de Coimbra (16), Nova de Lisboa (13), Minho (7) e Aveiro (6). Numa edição em que Portugal é destacado como “o país europeu com a melhoria mais significativa no último ano”, a U.Porto posiciona-se ainda como a melhor universidade nacional em quatro das 42 subáreas com presença nacional (Engenharia Química, Medicina, Farmácia e Farmacologia, e Química), liderando ex-aequo outras oito (Agricultura, Arqueologia, Arquitetura, Ciências do Ambiente, Desporto, Educação, Engenharia Civil, Engenharia Mecânica e Aeronáutica).

Para a elaboração da edição 2018 do “QS World University Rankings by Subject” foram analisadas mais de 4.200 universidades e 10.000 cursos de todo o mundo. A avaliação para cada uma das 48 áreas/disciplinas classificadas (e agrupadas em cinco grandes temáticas) foi ponderada de acordo com vários indicadores de qualidade (reputação académica, reputação entre empregadores e produção científica) e teve como base dados de inquéritos a empregadores e académicos de todo o mundo, bem como informação bibliométrica retirada da base de dados Scopus/Elsevier.

A Universidade do Porto melhorou sua pontuação média em todas as métricas utilizadas pela QS, verificando-se a maior subida no indicador de Reputação entre Empregadores, que mede a opinião do empregador sobre a qualidade dos graduados.

A nível global, o ranking das instituições com mais referências no “Top 10” das várias áreas analisadas é liderado pelas universidades de Cambridge (Reino Unido) com 37, Oxford (Reino Unido) com 33, e California, Berkeley (EUA) com 34. Já a Universidade de Harvard (EUA) continua a ser a instituição que mais vezes (14) aparece na primeira posição de cada área (14), seguida do Massachusetts Institute of Technology (MIT), com 12 posições de liderança.

Recorde-se que, em junho passado, a Universidade do Porto surgia como a universidade portuguesa mais bem colocada no “QS World University Rankings”, o ranking de avaliação genérica das instituições de ensino superior da Quacquarelli Symonds, ocupando a 301.º lugar (era a 325.ª em 2m 2016) entre mais de 3800 universidades mundiais avaliadas.