U.Porto aprofunda cooperação no Senegal em visita oficial do Presidente da República

O vice-reitor Pedro Teixeira esteve presente na cerimónia de doutoramento Honoris Causa do Presidente da República no Senegal (Foto: Presidência da República)

A Universidade do Porto esteve representada pelo seu vice-reitor Pedro Teixeira na cerimónia de atribuição do título de Doutor Honoris Causa pela universidade senegalesa Cheikh Anta Diop a Marcelo Rebelo de Sousa.

O vice-reitor da U.Porto acompanhou a visita oficial do Presidente da República ao Senegal enquanto Consultor da Casa Civil para a Ciência e o Ensino Superior, tendo tido oportunidade de reunir com o Reitor da Université Cheikh Anta Diop (UCAD) com o objetivo de aprofundar as relações entre aquela universidade e as instituições de Ensino Superior portuguesas.

De facto, a UCAD tem já um histórico de colaboração com instituições portuguesas, nomeadamente com a Universidade do Porto, com a qual participou já em várias redes de cooperação internacional através dos recentemente concluídos projetos Mundus ACP, Mundus ACP II e DREAM do programa Erasmus Mundus.

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu o título honorífico da Université Cheikh Anta Diop (Foto: Presidência da República)

É especialmente através deste instrumento que a Universidade do Porto mantém acordos de cooperação com as instituições do Ensino Superior do Senegal, através dos quais 13 estudantes e 5 funcionários não docentes das universidades senegalesas cumpriram um período de mobilidade no Porto.

A cerimónia de doutoramento Honoris Causa pela UCAD foi apenas o primeiro ponto da agenda de Marcelo Rebelo de Sousa na sua visita oficial de dois dias (12 e 13 de abril) ao Senegal, em grande parte dedicada à promoção do ensino e aprendizagem da Língua Portuguesa naquele país francófono.

Localizada na capital Dacar, a Université Cheikh Anta Diop é uma das mais importantes universidades senegalesas, contando com mais de 60.000 estudantes inscritos e 60 anos de história. Foi criada em 1957 com a designação de Université de Dakar, tendo em 1987 recebido o nome daquele historiador, antropologista e político senegalês. Com 6 faculdades e 8 escolas de formação, a UCAD é precisamente uma das instituições deste país que oferece formação superior em Língua Portuguesa.