U.Porto apresenta resultados do projeto “De Par em Par”

Projeto visa melhorar a qualidade do ensino na Universidade, através da avaliação voluntária entre pares.

A ideia é simples: de forma totalmente voluntária, os docentes da Universidade do Porto, agrupados em duetos, disponibilizam-se a observar uma aula numa outra unidade orgânica e a ter uma aula sua observada pelo colega dessa unidade. Tudo com o objetivo de melhorar da qualidade do ensino e da aprendizagem na Universidade. Esta é a lógica subjacente ao programa “De Par em Par na U.Porto”, cujos resultados relativos ao 1.º semestre de 2012/2013  serão apresentados esta quinta-feira, dia 21 de fevereiro, as 14h30, no Salão Nobre do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) Faculdade de Farmácia da U.Porto (FFUP).

Promovidas pelo Laboratório de Ensino e Aprendizagem (LEA) das faculdades de Engenharia (FEUP) e de Psicologia e Ciências da Educação (FPCEUP) da U.Porto, as sessões de observação de aulas entre pares começaram a realizar-se no segundo semestre do ano letivo de 2008/09, combinando pares de docentes da FEUP e da FPCEUP. Já em 2010/11, a iniciativa deu origem ao projeto “De Par em Par na U.Porto”, que conta, desde então, com o apoio da Reitoria e de vários conselhos pedagógicos, tendo-se afirmado como um programa com resultados visíveis ao nível da consciência pedagógica e da unidade da Universidade.

A sessão desta quinta-feira contará com a presença da Vice-Reitora Maria de Lurdes Correia Fernandes. Para além da avaliação do “De Par em Par na U.Porto”, será ainda feita uma apresentação do programa a toda comunidade, e no final haverá um período para discussão e reflexão (ver  programa no site do LEA)..

A sessão é aberta a toda a comunidade U.Porto. Por motivos de organização, solicita-se uma inscrição prévia através da página do evento.

Entretanto, decorre até 10 de março o período de inscrições para uma ação de formação destinada aos docentes que participarem no programa no 2.º semestre do ano letivo 2012/2013.

Mais informações aqui.