Startup da UPTEC reabilitou uma das 100 melhores casas de 2018

Originalmente construída na década de 30 do século XX, a Casa Heróis de África foi alvo de uma profunda reconstituição e ampliação. (Foto: CREA)

O projeto de reabilitação da Casa Heróis de África, em Leça da Palmeira, valeu à CREA, estúdio de arquitetura portuense incubado no UPTEC – Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto, um lugar na lista das 100 melhores casas de 2018, elaborada pelo ArchDaily, o site de arquitetura mais visitado do mundo.

Casa Heróis de África foi originalmente construída na década de 30 do século XX, seguindo os princípios arquitetónicos da época. A intervenção nesta moradia baseou-se na reconstituição e ampliação de um espaço muito deteriorado, transformando este lugar numa casa familiar, personalizada e que equilibra o cariz histórico com a inovação.

As 100 Melhores Casas do Ano são escolhidas pelos editores do ArchDaily. O projeto da CREA foi escolhido no meio de milhares de candidaturas submetidas ao prémio. Além desta nomeação, a startup incubada na UPTEC foi também convidada para publicar o trabalho desenvolvido na Casa Heróis de África no jornal American Institute of Architects.

Fundada em 2013 pelos arquitetos André Camelo e Miguel Ribeiro, antigos estudantes da Faculdade de Arquitectura da U.Porto (FAUP), e Tânia Fernandes, alumna da Porto Business School, a CREA – Consultoria em Reabilitação Engenharia e Arquitectura conquistou, em 2017, o Prémio Nacional de Reabilitação Urbana, pela recuperação do Instituto Araújo Porto, da Misericórdia do Porto.