Projeto sociológico mostra os vários Portos dentro do Porto

Utilizando a voz e a fotografia, os participantes serão estimulados a expressar a sua visão sobre a cidade

Mostrar os Portos dentro do Porto. Este é o convite do projeto sociológico “sou do Porto e trago um Porto em mim”, que dá voz aos jovens moradores do centro histórico da Invicta e que pretende perceber e dar visibilidade às suas representações e experiências quotidianas através do som e das imagens.

A reclamação do direito à cidade tem marcado as discussões acerca das vivências nos quotidianos urbanos. No entanto, raramente se faz eco desse direito. Utilizando o Photovoice, um método que permite a recolha de dados através da fotografia e da voz, os participantes serão estimulados a expressar a sua visão, no sentido literal e figurativo.

Entre 4 e 27 de setembro são recolhidos os registos de imagem e de som da cidade. No período de 28 de setembro a 7 de outubro é tempo de mostrar os resultados. A exposição estará patente no Centro Histórico do Porto e pretende-se que seja uma intervenção no próprio espaço urbano e que confronte o espaço real com a representação dos indivíduos, ou seja, colocar em cena nas estruturas da cidade vivida, as impressões fotográficas dos indivíduos elaborando um jogo entre real e representado, com a colocação de cartazes no espaço público com fotografias do quotidiano. Complementarmente, serão ouvidas na Rádio Manobras (91.5 MHZ) as bandas sonoras destes quotidianos entre os dias 28 de setembro e 7 de Outubro.

Esta é uma iniciativa coordenada por Paula Guerra, docente da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) e investigadora do Instituto de Sociologia (ISFLUP). O projeto também se liga ao Centro de Estudos em Geografia e Ordenamento do Território (CEGOT).