Criadores do Remote Debugging Service ficaram em 2º lugar na edição deste ano do iUP25k

André Riboira, estudante de doutoramento na Faculdade de Engenharia da U.Porto, e Rui Maranhão, professor na FEUP, são os autores do projeto “Remote Debugging Service”, que está selecionado como um dos finalistas ao concurso de empreendedorismo promovido pela RedEmprendia, o RedEmprendia – da Ideia à Ação.

O “Remote Debugging Service” é uma aplicação desenhada para reduzir os custos associados aos erros de programação de software, através de um processo de depuração remota do código, que identifica e localiza os erros enquanto o programa executa.

O projeto, que em maio passado, conquistou o 2º lugar do iUP25k – Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto, organizado pela UPIN (Universidade do Porto Inovação). O gabinete de transferência de tecnologia da U. Porto tem acompanhado a ideia desde o início até ao seu licenciamento, impulsionando a participação no concurso ibérico. O Remote Debugging Service acabou por chegar longe e é um dos 12 finalistas (oriundos de cinco países) desta primeira edição do Prémio promovida pela RedEmprendia. O vencedor verá o seu projeto recompensado com um prémio monetário de três mil euros e um curso de formação no Babson College, nos Estados Unidos da América.

A final do Prémio RedEmprendia da Ideia à Ação terá lugar no fórum sobre empreendedorismo “RedEmprendia Spin2012”, que decorre em Madrid, nos dias 27 e 28 de novembro.

Sobre a RedEmprendia

A RedEmprendia é uma rede universitária ibero-americana que visa promover a transferência de conhecimento, o desenvolvimento tecnológico, a inovação e o empreendedorismo responsáveis. É composta por 20 universidades ibero-americanas de 7 países (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Espanha, México e Portugal), a Universia – a maior rede de universidades de língua espanhola e portuguesa- e o Banco Santander, que através da sua Divisão Global Santander Universidades apoia as atividades da RedEmprendia.