Professora da FEUP coloca paixão por presépios em livro

Conceição Alvim Ferraz é professora convidada da FEUP e perita da Comissão Europeia para o Ambiente.

É o mais recente projeto de Conceição Alvim Ferraz, professora aposentada do Departamento de Engenharia Química da FEUP, que coleciona presépios há mais de 20 anos. A ideia começou com a vontade de representar no presépio figuras que retratavam culturas de diferentes partes do mundo, para que as crianças as assimilassem. “A procura dessas figuras fez-nos tropeçar com presépios que, representando o nascimento de Cristo em ambientes dos locais onde eram elaborados, faziam a ´inculturação´ do Natal, esta humanização do Cristianismo foi a nossa grande motivação”, destaca a autora.

Esta motivação, que permitiu já juntar mais de 1500 presépios, deu origem ao livro “Nós nos Presépios”. A obra, publicada pela Edições Afrontamento e financiada pela Fundação das Terras de Santa Maria da Feira, foi lançada no passado dia 16 de novembro e será apresentada à comunidade da FEUP esta quinta-feira, 13 de dezembro, às 12h30, na Biblioteca da FEUP.

No livro, Conceição Alvim Ferraz começa por percorrer a História dos primeiros anos de Jesus, para abordar os temas evangélicos que se incorporam nos presépios. Acompanha a modificação da representação artística do nascimento, para analisar as razões pelas quais, desde há muitos séculos, as culturas locais vêm sendo integradas nas representações. A obra apresenta uma série de imagens atuais de presépios proveniente de vários cantos do mundo, que ilustram como o povo cristão assimilou definitivamente a sua cultura aos presépios, aceitando-se anacronismos das misturas de personagens do tempo de Cristo com as do tempo das representações.

Em alguns presépios, por exemplo, é possível encontrar figurantes a festejar “o mata-porco” e até a passagem do comboio, com trajes típicos da região; outro exemplo está na gruta de Belém transformada em iglu dos esquimós e pastores vestidos com quimonos e obis, como acontece no Japão. “Assim se continua a espelhar nos presépios Portugal e o mundo, fazendo renascer Jesus muito mais como nós, como se fosse um o menino alentejano, africano, esquimó ou chinês”, destaca a Conceição Alvim.

Para além do Curso Superior de Piano (iniciado na Academia de Música, em Santa Maria da Feira, e concluído no Conservatório de Música do Porto), Conceição Alvim Ferraz é licenciada e doutorada em Engenharia Química e professora agregada em Engenharia do Ambiente pela FEUP. Foi Diretora Técnica da Comissão de Gestão do Ar da Área do Porto e Diretora Geral do Centro Tecnológico da Cortiça. Atualmente é professora convidada da FEUP e perita da Comissão Europeia para o Ambiente.

Conceição Alvim Ferraz dedicou a sua carreira académica a investigação e projetos na área da poluição atmosférica, da contaminação de solos, da caracterização e gestão ambiental, da reciclagem de resíduos e a otimização de processos para produção de biodiesel. As publicações mais recentes estão relacionadas com “Efeitos das concentrações de ozono no agravamento da asma infantil”, “Efeitos do tráfego automóvel e do fumo do tabaco no aumento dos poluentes cancerígenos nas partículas respiráveis” e “Utilização de resíduos como matéria-prima para a produção de biodiesel”.