Davide Carvalho, professor da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), foi eleito presidente da Associação Europeia de NeuroendocrinologiaEuropean Neuroendocrine Association (ENEA).

O mandato terá a duração de quatro anos, sendo os dois primeiros anos como presidente eleito e, a partir de 2024, como presidente, sucedendo, assim, a Alberts Becker.

O programa de ação de Davide Carvalho à frente da ENEA, que foi sufragado por meio milhar de associados, focar-se-á na promoção do desenvolvimento da Neuroendocrinologia, na atração de jovens investigadores e médicos para a área da investigação, no apoio aos estudos em curso, na elaboração de diretrizes de atuação, entre outros objetivos.

O professor da FMUP integrou o Comité Executivo da ENEA, tendo presidido à Comissão Organizadora da ENEA Porto 2020. Anteriormente, já havia igualmente integrado a direção do Grupo Mediterrânico para o Estudo da Diabetes (MGSD) e a Comissão Consultiva da EASO (Associação Europeia para o Estudo da Obesidade).

Além de médico endocrinologista e docente universitário, Davide Carvalho é também investigador do i3S – Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da U.Porto, diretor do Serviço de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo do Centro Hospitalar Universitário de São João e membro da Academia Nacional de Medicina.

Foi ainda presidente da Sociedade Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo (SPEDM) e da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade, tendo ocupado vários cargos de relevo e ganho diversos prémios e distinções ao longo da sua carreira.