Procuram-se as melhores ideias multidisciplinares para a U.Porto

Mil euros em viagens de avião é o prémio para a melhor ideia multidisciplinar (Foto: DR)

‘A U.Porto do futuro – uma visão multidisciplinar’. Este é o mote para o Concurso de Ideias que arranca esta quarta-feira, 8 de junho, no âmbito das comemorações da Figura Eminente da U.Porto 2017, dirigido a todos os estudantes da U.Porto e com o objetivo de os integrar e sensibilizar para a as vantagens de uma formação holística e multidisciplinar de base.

É inegável a importância da multidisciplinaridade para o exercício da atividade profissional, seja no ensino, na investigação ou no meio empresarial. É  também desejável que os estudantes contribuam para as dinâmicas de progresso das suas universidades, nomeadamente através da crítica construtiva sobre as atividades e gestão das mesmas, quer constantemente elevando as expectativas do que esperam das mesmas, quer ainda através da apresentação de ideias criativas, estimulantes e geradoras de desassossego aos seus órgãos de gestão.

Alavancado nas comemorações da Figura Eminente U.Porto 2017 – Manuel Corrêa de Barros Júnior (que deixou um legado altamente multidisciplinar), lançou-se um concurso que pretende reunir ideias, tão disruptivas quanto possível, que possam contribuir para o alargamento da cooperação e da ação multi e interdisciplinar na U.Porto, visando aumentar a qualidade das suas atividades, no âmbito de uma estratégia que busca o progresso constante.

E como funciona a mecânica do concurso? É simples: numa primeira fase, a decorrer entre 8 de junho e 14 de julho, os participantes devem expor, numa página A4 (máximo 2000 carateres) uma ideia que considerem inovadora para fomentar a multidisciplinaridade e a interdisciplinaridade, devendo caracterizar bem essa ideia, descrever a forma como ela poderia ser concretizada na U.Porto e ainda o modo como se poderá avaliar o impacto da sua implementação.

As três melhores propostas, anunciadas a 20 de julho, passam à segunda fase do concurso, momento em que devem ser trabalhadas e apresentadas, até ao dia 13 de outubro, em formato vídeo que não exceda os três minutos ou em formato de ensaio, com o limite máximo de 7 500 carateres.

As peças apresentadas a concurso serão avaliadas por um júri constituído por docentes das Faculdades de Letras (José Azevedo), Belas Artes (Bruno Giesteira) e Engenharia (João José Pinto Ferreira) da Universidade do Porto, e terão como principais critérios a criatividade, inovação pedagógica, simplicidade e exequibilidade de aplicação da proposta.

Todos os estudantes da U.Porto podem concorrer, individualmente ou em grupo. A melhor ideia receberá vouchers de passagens aéreas que totalizem a quantia de 1000 euros. O vencedor será anunciado até ao dia 15 de novembro.

Para mais informações consultar o regulamento do concurso.