Prémios Incentivo’17: Vânia Sampaio

Vânia Sampaio destaca as “inúmeras atividades que a Universidade proporciona” como um dos fatores mais positivos da U.Porto, “que acabam por facilitar a integração dos estudantes”.

Um primeiro ano “marcado por momentos inesquecíveis”. É assim que Vânia Sampaio se refere aos seus primeiros passos na Faculdade de Direito, onde frequenta a Licenciatura em Criminologia. Comprovada que está a “promessa que estes são os melhores anos das nossas vidas”, a jovem estudante de 19 anos foi uma dos vencedoras na edição 2017 do Prémio Incentivo, graças à média de 16,6 valores com que terminou o primeiro ano do curso.

– Uma razão para ter escolhido a U.Porto?

Acima de tudo, a Universidade do Porto é uma instituição de prestígio e com um grande reconhecimento nacional e internacional. Tendo em conta a área que pretendia (Criminologia), pesou muito na minha decisão o facto de a FDUP ser a única na região a ter o curso no ensino público. Além de tudo isto, a U.Porto está repleta de profissionais do mais alto nível, o que me deu a garantia de que a minha educação estaria nas mãos dos melhores, assim como me seriam disponibilizadas todas as ferramentas e oportunidades necessárias para vingar na minha área.

– O balanço deste primeiro ano na Universidade?.

O primeiro ano ficou marcado pela grande mudança que é a passagem do secundário para o ensino superior. No entanto, a Universidade proporciona diversas atividades e oportunidades que facilitam esta transição. O meu primeiro ano na U.Porto ficou marcado por momentos inesquecíveis, fazendo jus à promessa que estes são os melhores anos das nossas vidas.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Das inúmeras atividades que a Universidade proporciona e que acabam por facilitar a integração dos estudantes, o que muitos acreditam ser a parte mais difícil do primeiro ano. Além disso, a proximidade com profissionais tão bem qualificados permite-nos crescer tanto a nível académico como pessoal.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

A Faculdade de Direito, a que pertenço, está bastante distanciada das outras, o que não permite uma relação tão fácil como seria de desejar.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Dada a distância entre as faculdades, a promoção de atividades conjuntas podia trazer dinamismo às relações entre todos os estudantes da academia.

– Um desejo para a Universidade do Porto, no seu aniversário?

O meu maior desejo é que continue com o seu alto nível de ensino e que continue a afirmar-se como uma das melhores instituições a nível nacional e internacional.

– Qual a importância do Prémio Incentivo para o futuro?

É o reconhecimento do trabalho e do esforço dos estudantes, o que é muito importante para todos nós. Representa uma forma da universidade motivar os seus estudantes logo desde o início, o que se reflete no prestígio da própria instituição.