Prémios Incentivo’17: Nuno Arala Santos

Natural do Porto, o estudante de 20 anos reconhece que o Prémio Incentivo “introduz um fator extra de motivação nos estudantes, contribuindo assim para aumentar a qualidade da sua aprendizagem”.

Nuno Arala Santos não teve grandes dificuldades em resolver a “equação” quando chegou a altura de escolher o local para ingressar no ensino superior. “Pretendia seguir Matemática”, e tendo a licenciatura na Faculdade de Ciências, “tão bem situada para mim”, a escolha tornou-se óbvia. Depois de muitas contas e números, a média de 19,38 valores com que terminou o 1.º ano do curso – a mais alta em toda a Universidade – garantiu-lhe um lugar entre os estudantes da U.Porto distinguidos na edição 2017 do Prémio Incentivo, que foi entregue no Dia da Universidade.

– Uma razão para ter escolhido a U.Porto?

Como pretendia seguir Matemática e sabia que o curso existente na U.Porto, tão bem situada para mim, era de qualidade, não tive muitas dúvidas na minha decisão.

 – O balanço deste primeiro ano na Universidade?

É um balanço positivo. O desafio do ensino superior em comparação com o secundário ajudou-me a fazer deste primeiro ano uma experiência muito enriquecedora.

– De que mais gosta na Universidade do Porto?

Gosto do entusiasmo e da paixão com que se faz e ensina a Ciência dentro da minha Faculdade, o que contribui para a criação de um excelente ambiente académico. Também saliento a elevada qualidade das infraestruturas, como as salas de aula, a biblioteca, etc.

– De que menos gosta na Universidade do Porto?

Do facto de, em diversas áreas, os cursos da U.Porto serem considerados inferiores aos de outras universidades estrangeiras, o que obriga muitos estudantes a emigrar para completarem os seus estudos.

– Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

Através do investimento nos programas que mostram, de forma tão realista quanto possível, o que se faz nos diversos cursos aos alunos do ensino secundário (como a Universidade Júnior ou os Dias Abertos). Aplicados de forma apropriada, estes programas ajudam a trazer alunos interessados e motivados, elevando assim o nível da Universidade.

– Um desejo para a Universidade do Porto, no seu aniversário?

Que continue a formar as próximas gerações com a competência que tem demonstrado até hoje.

– Qual a importância do Prémio Incentivo para o futuro?

Numa sociedade que dá menos valor ao conhecimento do que seria desejável, iniciativas que reconheçam os alunos com melhor desempenho são essenciais no combate a essa desvalorização. A existência de prémios como este introduz um fator extra de motivação nos estudantes, contribuindo assim para aumentar a qualidade da sua aprendizagem.