Prémios Incentivo’13: Manuel Martins

Manuel Martins tem 19 anos, é natural de Darque e é estudante do 1º Ciclo em Matemática na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP). Em 2011-2012, terminou o primeiro ano do curso com média de 18.88 valores, sendo por isso um dos vencedores da edição 2013 dos Prémios Incentivo, a entregar no Dia da Universidade do Porto, a 22 de março.

Para Manuel Martins, "o Prémio Incentivo constitui ainda mais uma motivação" para dar o seu melhor a cada dia.

Um balanço deste primeiro ano na U.Porto?

O primeiro ano foi muito marcante para mim a todos os níveis. A transição de um ambiente como o de secundário, na casa dos pais e na minha cidade natal para o ambiente do ensino superior, numa grande cidade e por minha conta, deu-me oportunidade de crescer muito como estudante e como pessoa. Sinto-me hoje mais preparado para os desafios do presente e do futuro e isso deve-se à U.Porto direta e indiretamente.

De que mais gosta na Universidade do Porto?

Do ambiente que se vive nos corredores da faculdade, nos anfiteatros, nos locais de convívio, em suma, em cada espaço e atividade ligada à Universidade. Na Universidade do Porto, eu sinto-me em casa, uma casa onde se ceifam as oportunidades e se produzem resultados visíveis e onde se valoriza o esforço e o empenho na aprendizagem. Há uma grande confiança nos alunos e investigadores e isso torna o ambiente muito estimulante para quem quer aprender, crescer e tornar-se alguém capaz de fazer a diferença no mundo que o rodeia.

De que menos gosta na Universidade do Porto?

Apesar de eu sentir um grande espírito de união dentro da minha faculdade, não vejo esse sentimento transpor-se para toda a Academia. Penso que todos teríamos a ganhar se um relacionamento mais proactivo entre as faculdades fosse incutido na mentalidade dos estudantes e dos restantes visados.

Uma ideia para melhorar a Universidade do Porto?

A Universidade promover de uma forma mais explícita a imagem e a identidade que a caracterizam tanto dentro do seu meio académico como na própria sociedade, tomando uma maior expressão nas redes sociais, nos meios de comunicação ou na opinião pública por exemplo.

Um desejo para a Universidade do Porto, no seu aniversário?

Pela reputação e simbolismo que tem, que um investigador da Universidade seja galardoado com um prémio Nobel ou uma Medalha Fields num dos próximos anos. No entanto, isso seria apenas mais um reconhecimento do muito bom trabalho que já se faz atualmente nesta instituição.

Qual a importância do Prémio Incentivo para o futuro?

O Prémio Incentivo parece-me ter a inglória tarefa de distinguir o mérito que existe em alguns dos alunos do 1º ano que elevam o nome da Universidade com o seu esforço, por ser naturalmente impossível dar o devido reconhecimento a todos os que merecem. Ainda assim, é importante que exista um sinal forte de que o empenho e a excelência são reconhecidos e valorizados e mais do que isso, que esses resultados estão ao alcance de todos os alunos que trabalhem para eles, desde o 1º ano até ao último. Para mim, o Prémio Incentivo constitui ainda mais uma motivação para dar o meu melhor a cada dia e faz-me sentir um grande orgulho ao estar lado a lado com um conjunto notável de pessoas desta Universidade.

NOTA: ATÉ 15 DE ABRIL, CONHEÇAM NO NOTICIAS.UP.PT TODOS OS VENCEDORES DOS PRÉMIOS INCENTIVO 2013 ATRAVÉS DOS TESTEMUNHOS QUE PUBLICAMOS DIARIAMENTE AQUI. PODEM TAMBÉM CLICAR NA TAG (ETIQUETA) “PRÉMIOS INCENTIVO”.

  • Pingback: Prémios Incentivo’13: Manuel Martins | The Realn3ws Post()

  • Maria Irene Barros

    Parabéns ao Manuel Martins e à Universidade do Porto.É preciso vencer a distância entre os Pólos da Universidade, com encontros mais frequentes e utilizar as Redes Sociais que, no meu tempo, não existiam, mas fiz muitas amizades. Ainda não fui visitar as novas instalações das Ciências, o que farei depois da Páscoa , assim como ir ao Horto das Virtudes.