Magnani lidera um grupo de investigação em cancro da mama e a sua equipa está a tentar perceber de que forma alterações genéticas e epigenéticas influenciam a evolução do tumor. Fora do laboratório, é bastante multifacetado, com interesses tão variados que passam pelo desporto, música e até pelo tango. Pelo meio, ainda arranja tempo para montar e arranjar motas. Magnani – ou Motoscientist, como o Twitter o conhece – é sem dúvida uma inspiração para melhorarmos as nossas capacidades de gestão de tempo.