Plantam-se ideias no e-Learning Café da U.Porto

Em apenas um ano, cerca de 11 mil novas árvores foram plantadas pelos voluntários do projeto (Foto: http://embaixadadafloresta.blogspot.pt/)

O “Mostra-te na U.Porto” está de volta ao e-Learning Café da U.Porto (Polo da Asprela). Na próxima quinta-feira, dia 8 de Novembro, pelas 17h30, os responsáveis pelo “FUTURO – projeto das 100.000 árvores” mostram como é possível fazer crescer uma floresta.

A ideia inicial é simples: não existe futuro sem árvores – e a Área Metropolitana do Porto tem necessidade de enriquecer a sua biodiversidade e aumentar a área de bosque e floresta, como fator de garantia da qualidade de vida. Com o esforço coordenado de organizações e cidadãos, e até 2015, os voluntários do “FUTURO” vão plantar 100 mil árvores para completar a reflorestação de 100 hectares de áreas ardidas, livres ou que necessitam de reconversão.

Até ao momento foram já plantadas 10948 árvores e identificados 52 hectares para intervenção, espalhados pelos municípios de Arouca, Gondomar, Maia, Santo Tirso, S. João da Madeira, Trofa, Valongo e Vila do Conde.

O FUTURO – projeto das 100.000 árvores – é um projeto desenvolvido pelo Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto (cre.porto). O cre.porto é uma rede com entidades públicas e privadas que atuam na área da educação-ação dos cidadãos para um futuro mais sustentável. A relevância regional e global desta rede é formalmente reconhecida pela Universidade das Nações Unidas (Global Learning Space for Sustainable Development) desde 2009, integrando a rede internacional de Regional Centres of Expertise.

Uma mostra para as ideias e projetos empreendedores

Desde dezembro de 2011 que alguns dos mais inovadores projetos desenvolvidos por estudantes e investigadores da U.Porto têm passado pelo e-Learning, em sessões do programa “Mostra-te na U.Porto”. Pelo “Mostra-te” passaram já projetos como o aroundKnowledge, empresa nascida no seio da U.Porto e que desenvolveu a aplicação eCUP.Mobile; o projeto “Casas em Movimento”, a ideia.m, os Startup Pirates e o Canal 180, o primeiro canal nacional sobre cultura e criatividade, incubado no UPTEC.