Ordem dos Farmacêuticos premeia investigadora da FMUP

A investigadora recebeu o prémio na sessão solene das comemorações do Dia do Farmacêutico.

Teresa Herdeiro pertence ao Centro de Investigação em Tecnologias e Sistemas de Informação em Saúde (CINTESIS) da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e foi a vencedora do Prémio de Investigação Científica Professora Doutora Maria Odette Santos-Ferreira.

O prémio, no montante de 10 mil euros, foi criado por farmacêuticos portugueses e visa promover a investigação científica no domínio da Saúde Pública. Assim, o júri constituído por Francisco Carvalho Guerra, José Pereira Miguel, Henrique de Barros, Margarida Caramona, Ana Paula Martins e Patrícia Cavaco Silva decidiu distinguir o projeto “O papel do farmacêutico no Sistema Nacional de Farmacovigilância”.

O trabalho desenvolvido por Teresa Herdeiro, que é também consultora científica da Unidade de Farmacovigilância do Norte, teve como principal objetivo “aumentar a quantidade e relevância da notificação espontânea de reações adversas a medicamentos (RAM) por partes dos farmacêuticos”, criando assim “uma cultura de notificação”.

Atualmente, as RAM “são importante problema de saúde pública em termos de morbilidade, mortalidade e custos em saúde” e a notificação espontânea é o método mais utilizado em farmacovigilância. Contudo, a desvantagem existente prende-se com a “elevada taxa de subnotificação”. É aqui que se salienta o papel dos farmacêuticos como intervenientes ativos na área da saúde pública, dada a informação pós-comercialização dos medicamentos e o facto de serem os profissionais de saúde que mais notificam para o sistema nacional de farmacovigilância.

Deste modo, o estudo realizado pela investigadora durante os últimos 10 anos contribuiu para “o aumento do número e relevância da notificação espontânea por parte dos farmacêuticos que exercem a sua atividade na região Norte”.

O Prémio de Investigação Científica Professora Doutora Maria Odette Santos-Ferreira foi atribuído pela Ordem dos Farmacêuticos no dia 26 de setembro, numa sessão solene dedicada ao Dia do Farmacêutico, e que teve lugar na Quinta das Lágrimas em Coimbra.