Encontra-se aberto até 29 de maio um processo de recrutamento e seleção, com vista à admissão de um Técnico em regime de contrato de trabalho a termo certo pelo período inicial de 12 meses, para a execução de projetos no âmbito das atividades desenvolvidas pela Fundação «Centro de Estudos Euro-Regionais Galiza – Norte de Portugal (CEER) em Braga, na Universidade do Minho, bem como nas restantes universidades integrantes do CEER.

O período normal de trabalho semanal é de 40 horas, com remuneração base anual de 21.061,85 euros brutos anuais, segundo a Convenção de Gabinetes e Escritórios.

Tarefas a realizar

– Colaborar no desenvolvimento e implementação das diferentes tarefas previstas nos projetos do CEER.
– Colaborar na coordenação dos membros participantes dos projetos e participar nas diferentes estruturas internas de coordenação e gestão do projeto e nas reuniões de trabalho pertinentes.
– Coordenação geral dos projetos para a sua correta execução.
– Preparar relatórios, assistir a reuniões de coordenação na Galiza, no Norte de Portugal e, pontualmente, noutros locais da União Europeia onde seja conveniente deslocar-se em função dos interesses do projeto, e, em geral, realizar o conjunto de tarefas necessárias para garantir o bom andamento dos projetos.e) Apoiar a execução dos planos de trabalho dos projetos.
– Garantir a gestão e o acompanhamento administrativo e financeiro dos projetos, assim como assegurar a realização de relatórios de execução dos projetos com qualidade.
– Garantir reuniões e contactos técnicos com os coordenadores e membros participantes para garantir uma correta execução dos projetos.
– Assegurar o acompanhamento e o relatório dos indicadores de avaliação.
– Apoiar os procedimentos de certificação e a preparação da proposta de declaração de despesas a remeter ao Secretariado Técnico de projetos.
– Colaborar na elaboração dos relatórios semestrais e finais dos projetos, assim como de outros documentos de gestão.
– Participar em reuniões e comissões e elaborar relatórios e atas.
-Colaborar nas tarefas de divulgação dos projetos

Requisitos Mínimos

– Ter nacionalidade espanhola, portuguesa ou de algum dos demais Estados membros da União Europeia ou de algum Estado ao qual se aplique o Regulamento (UE) n.º 492/2011 do Parlamento Europeu e do Conselho de 5 de abril de 2011, relativo à livre circulação dos trabalhadores dentro da União, e o Real Decreto 240/2007, de 16 de fevereiro, sobre a entrada, livre circulação e residência em Espanha de cidadãos dos Estados membros da União Europeia e de outros Estados integrantes do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu, modificado pelo Real Decreto 1710/2011, de 18 de novembro. De igual modo, também poderão candidatar-se aquelas pessoas que, não estando incluídas nas anteriores circunstâncias, se encontrem em Espanha ou Portugal em situação de legalidade, sendo titulares de um documento que as habilite a residir e a poder aceder sem limitações ao mercado de trabalho. Os candidatos estrangeiros deverão estar em posse de uma autorização de trabalho.
– Ser titular do grau de licenciado ou superior.
– Muito bom nível de inglês falado e escrito.
– Bom nível das línguas oficiais da eurorregião G-NP: português, galego e espanhol.

Condições de Preferência:

– Conhecimento profundo dos princípios e políticas comunitárias e procedimentos administrativos e financeiros comunitários, incluindo gestão financeira global, a auditoria, o controle e a avaliação.
– Conhecimentos nas matérias que constituem as prioridades do INTERREG (cooperação territorial europeia), tais como competitividade e criação de emprego, meio ambiente e ordenamento do território.
– Experiência profissional relacionada com a gestão de projetos de cooperação transfronteiriços e transnacionais.
– Conhecimento das administrações públicas que participam nos projetos de cooperação transfronteiriços e transnacionais.
-Capacidade e experiência de trabalho em equipas internacionais e pluridisciplinares.
– Conhecimentos de francês.
– Domínio de programas informáticos a nível de utilizador (processadores de texto, folhas de cálculo, apresentações, internet, correio eletrónico, etc.).
– Disponibilidade imediata para ocupar o posto de trabalho.
– Disponibilidade para residir em Braga.
– Disponibilidade para deslocar-se.
– Disponibilidade de veículo próprio.

Apresentação de Candidaturas

As candidaturas decorrem até 29 de maio de 2019 e e deverão ser remetidas em formato eletrónico (para direccion@fceer.org) ou papel, ao cuidado da Direção da Fundação CEER:
Fundación Centro de Estudos Eurorrexionais Galicia-Norte de Portugal (FCEER)
Colexio de San Xerome,
Praza do Obradoiro s/n 15782,
Santiago de Compostela

Em caso de envio da candidatura em papel, será necessário adicionalmente o envio de uma mensagem de correio eletrónico (para direccion@fceer.org) notificando o envio da candidatura em papel.

A lista provisória dos candidatos admitidos e excluídos será publicada na página web da Fundação nos sete dias úteis seguintes à finalização do prazo de apresentação de candidaturas, sendo concedido um prazo de dois dias úteis para a correção de erros. Terminado esse prazo, será publicada a lista definitiva de candidatos admitidos e excluídos e serão indicados a data, a hora e o local na cidade de Braga em que será realizada a prova seletiva (ver Procedimentos de seleção).

Documentação necessária

Os candidatos, para serem admitidos no processo de seleção, deverão necessariamente fazer acompanhar a sua candidatura dos seguintes documentos:
– Curriculum vitae e fotocópia do Cartão de Cidadão.
– Diplomas, certificados e demais documentão justificativa de formação e experiência profissional indicada no curriculum vitae.

Procedimentos de seleção

A direção da Fundação CEER procederá à avaliação das candidaturas admitidas de acordo com os seguintes requisitos:

– Até um máximo de 50% da avaliação incidirá na documentação apresentada na candidatura. Até 25% da avaliação incidirá sobre a formação, dando-se especial atenção à formação em matéria de estudos sobre União Europeia, em geral, e de cooperação territorial europeia, em particular. Até 25% da avaliação incidirá sobre a experiência profissional, de acordo com as condições listadas no ponto 3, dando-se especial atenção à gestão de fundos europeus INTERREG. A pontuação resultante provisória será publicada na página web da Fundação CEER no prazo máximo de uma semana antes da data da prova seletiva.
– Até um máximo de 50% da avaliação incidirá na prova seletiva. Esta consistirá em 20 questões de escolha múltipla, com duração total de 30 minutos, relativas à Fundação CEER e aos programas de cooperação transfronteiriça (INTERREG VA) e transnacional (INTERREG VB), incluindo os manuais de gestão de projetos POCTEP e Atlantic Area 2014-2020. Os candidatos que não compareçam serão eliminados.

Consultar Convocatória.

Mais informações aqui.