Estão abertas as candidaturas ao Prémio Manuel Lopes. As inscrições, realizadas através de impressos próprios, podem ser efetuadas até ao dia 30 de junho de 2014.

A avaliar o ano de 2013, o Prémio Manuel Lopes distingue as personalidades e organizações que mais se tenham destacado na implementação e difusão de boas práticas ou na realização de estudos com influência na melhoria e dignificação do trabalho e das condições em que é prestado o incremento do diálogo social.

O galardão divide-se em duas categorias: “Boas práticas” que visa visa premiar personalidades e organizações que se tenham distinguido pelas boas práticas no domínio da contratação coletiva, pela abordagem de matérias ligadas à organização do trabalho, participação dos trabalhadores nas empresas, formação profissional, condições de trabalho, segurança, higiene e saúde no trabalho, conciliação da vida profissional com a vida familiar e igualdade no trabalho; e “Estudos e Investigação” que visa premiar personalidades e organizações autores de estudos e trabalhos de investigação no âmbito da contratação coletiva, que contribuam para a sua melhoria e inovação.

Instituído em 2011 com o objetivo de homenagear pessoas singulares ou colectivas, o prémio traduz-se na atribuição de um diploma de mérito e de uma prestação pecuniária no valor de 12 500 euros aos vencedores de cada uma das categorias.

Manuel Correia Lopes, sindicalista e fundador da Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses (CGTP), dedicou grande parte da sua vida à implementação da contratação coletiva e à sua afirmação como instrumento de progresso das condições de vida dos trabalhadores e de dignificação do trabalho.