HackForGood 2018

Estão abertas até 25 de abril as candidaturas para a HackForGood 2018, a maratona de programação tecnológica que se realiza na cidade do Porto nos dias 5 e 6 de maio, no âmbito da na Semana Start & Scale, promovida pela Câmara Municipal do Porto.

Uma vez mais a Fundação Calouste Gulbenkian desafia a sociedade a ser parte integrante de um movimento de desenvolvimento de soluções tecnológicas em prol do bem social. A edição de 2018 surge com um conjunto de novidades. Desde logo, o facto de a Hackathon se realizar no Palácio dos Correios, no Porto, e de se tornar agora uma parte de um programa estruturado e mais extenso, que inclui um conjunto de eventos de warm-up de norte a sul do país e um bootcamp que pode conduzir à presença no Web Summit.

Outra alteração prende-se com as temáticas. Todos os anos, os desafios do Hackathon são escolhidos pela Fundação Calouste Gulbenkian considerando o impacto que as soluções tecnológicas poderão ter em resolver problemas reais, quer em Portugal quer no resto do mundo. Ao invés de ter apenas um tema como nos anos anteriores, esta edição apresenta três desafios distintos. Em 2018, o bem-estar das crianças e jovens assume-se como o novo tópico. Ainda assim, e pela primeira vez, é dada a oportunidade de serem trabalhados de novo os temas das edições anteriores, nomeadamente o bem-estar dos idosos e a integração social dos refugiados e migrantes.

As melhores propostas concebidas durante o Hackathon terão acesso direto a um bootcamp, onde será dado o boost necessário para desenvolver o produto em questão, com apoio a vários níveis. As equipas que revelarem ter maior potencial depois da participação no bootcamp serão selecionadas e convidadas a apresentar os seus projetos ao mundo, através da participação na Web Summit, que acontece em Lisboa, entre os dias 27 a 29 de novembro.

Esta iniciativa destina-se a todos aqueles que se sentem capazes de desenvolver soluções tecnológicas para resolver os desafios propostos, desde programadores, gestores, engenheiros, criativos, designers e outros profissionais ligados à tecnologia. Os interessados podem submeter as candidaturas em www.hackforgood.pt.

Além de prémios monetários, as equipas distinguidas terão igualmente acesso a prémios tecnológicos, licenças de software, entre outras distinções. Destaque-se que a última edição contou com mais de 600 inscrições, que corresponderam a 308 participantes e 69 projetos.