Novo primeiro-ministro de Moçambique é alumnus da U.Porto

Alberto Vaquina é licenciado em Medicina pelo ICBAS (Foto: Portal do Governo de Tete)

O novo primeiro-ministro de Moçambique, Alberto Vaquina, é antigo estudante da Universidade do Porto, com licenciatura em Medicina pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS). O alumnus da U.Porto ascende assim à liderança do governo moçambicano depois de uma iniciativa de remodelação governamental encetada pelo presidente Armando Guebuza.

Natural de Nampula, no norte de Moçambique, Alberto Vaquina licenciou-se em 1992 em Medicina pelo ICBAS e trabalhou nos hospitais de Santo António, do Porto, e de S. José, em Lisboa.

Em 1996 regressa a Moçambique e ruma à província de Nampula, da qual é natural, para exercer medicina. De 1998 a 2000, exerce funções como diretor provincial de Saúde, em Cabo Delgado e, a partir de 2005, dedica-se à atividade política: primeiro, como governador de Sofala, província na região centro do país; e de 2010 até ao presente, foi nomeado como governador de Tete – a terceira maior província do país e uma das maiores produtoras de carvão a nível mundial.

  • Bruno pombo

    Interessante ver um aluno formado provavelmente pelo Professor Nuno Grande chegar a primeiro ministro de Moçambique. Até nestas notícias se reconhece a grandeza do que o Professor Nuno Grande criou. Para refletir…

  • Felicito o Dr Vaquina e desejo-lhe as maiores Felicidades nas suas altas e novas funções.Estive, juntamente com m/ Esposa em Nampula (1965-67) no cumprimento do Serv Militar obriigatório e nutro especial simpatia pela cidade de Nampula .Um Gr Abr tripeiro ao Dr Vaquina de um colega UP ((Engª Quimica-1964).Alvaro Miguens

  • joao augusto

    Que bom ter Primeiro-Ministro formado numa das escolas mais rigorosas de Portugal. No entanto, devia se dedicar exclusivamente a medicina que constitui a area onde tem mais competencia. Num pais onde o ratio Medico/cidadao e bastante elevado, e irracional colocar um medico na politica. E minha opiniao.