Nova tecnologia para produção de aditivos verdes recebe prémio internacional

Viviana Silva, Alírio Rodrigues e Carla Pereira compõem a equipa de investigação

É uma tecnologia inovadora que pode abrir novas portas na aplicação de aditivos verdes à produção industrial de combustíveis ou de  perfumes. Chama-se “Simulated Moving Bed Membrane Reactor” e integra o estudo da autoria de Alírio Rodrigues, professor do Departamento de Engenharia Química da Faculdade de Engenharia da U.Porto (FEUP), Viviana Silva e Carla Pereira (ambas investigadoras do laboratório associado da FEUP LSRE – Laboratório de Processos de Separação e Reacção/ LCM – Laboratório de Catálise e Materiais), recentemente distinguido pela Process Systems Enterprise, com o prémio “Model-Based Innovation 2012“, no valor de 3000 euros.

A tecnologia híbrida integra um único equipamento de reação com duas técnicas de separação diferentes: cromatografia (Simulated Moving Bed) e o uso de “membranas seletivas permeáveis” (pervaporação ou permeação). No estudo “PermSMBR A New Hybrid Technology: Application on Green Solvent and Biofuel Production“, a equipa explica que esta tecnologia permite a “intensificação de processos”, sendo que a simultânea reação e separação de produtos potencia a criação de um aditivo de elevada pureza e rendimento.

Os resultados obtidos pelos investigadores da FEUP apontam para a aplicação da tecnologia híbrida à produção contínua e à escala industrial de compostos oxigenados, como éteres e acetais. Estes podem ser usados como aditivos verdes para combustíveis, solventes verdes, ou como intermediários na produção de polímeros, perfumes e aromas.

A tecnologia já foi avaliada teoricamente, através do uso de modelos matemáticos, baseados em dados experimentais. De acordo com a equipa de investigadores, o próximo passo será a construção de uma unidade PermSMBR para proceder à sua validação experimental e, em seguida, passar à fase de comercialização.