Morreu Joaquim Sarmento, o mestre da Engenharia de Estruturas

Joaquim Sarmento faleceu a 10 de abril de 2018, com 101 anos de idade (Foto: DR).

Mestre de várias gerações de engenheiros portugueses e nome maior da Engenharia de Estruturas em Portugal, Joaquim Sarmento faleceu esta terça-feira aos 101 anos de idade.

Professor da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) durante quase meio século e seu diretor entre 1973 e 1974, Joaquim Augusto Ribeiro Sarmento foi uma figura incontornável da história da Universidade e da cidade do Porto: são da sua autoria os projetos de engenharia do antigo Estádio das Antas, das igrejas do Carvalhido e das Antas e dos mercados de Matosinhos e do Bom Sucesso; das suas aulas saíram alguns dos mais notáveis engenheiros portugueses formados entre as décadas de 1940 e 1980, incluindo dois vencedores do Outstanding Structure Award, o mais importante prémio internacional de Engenharia de Estruturas — António Segadães Tavares e José Mota Freitas.

Esta é, por isso, uma “perda enorme para a Universidade do Porto e para a Engenharia Portuguesa”, na opinião do Reitor Sebastião Feyo de Azevedo. “Mais de 30 anos após a sua jubilação, o Professor Joaquim Sarmento continuava a ser uma referência do ensino da FEUP e da Universidade do Porto”, continuou o Reitor da U.Porto, realçando que “enquanto pedagogo e investigador na área do Betão Armado e da Resistência de Materiais, inspirou várias gerações de engenheiros civis portugueses e deixou uma marca indelével na história da engenharia nacional e, em particular, da cidade do Porto”.

Uma marca comprovada nos vários prémios e distinções de que Joaquim Sarmento foi alvo ao longo da sua carreira: vencedor do Prémio de Investigação Manuel Rocha, do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (1987), foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem da Instrução Pública (2005) e teve a honra de ser o primeiro português a ser distinguido com o prestigiado Prémio Leonardo da Vinci, atribuído pela Sociedade Europeia para o Ensino da Engenharia (2003).

Uma carreira que foi alvo de homenagem ainda em vida, em 2017, por ocasião do seu 100.º aniversário, e que culminou na entrega da Medalha de Mérito Grau Ouro da Cidade pela Câmara Municipal do Porto.

Nascido a 15 de dezembro de 1916, no Porto, Joaquim Sarmento formou-se em Engenharia Civil na FEUP (1939) com média de 17 valores, ao lado de nomes como Edgar Cardoso. Um ano depois, iniciou o seu percurso como professor daquela faculdade, onde viria a concluir o doutoramento em Engenharia Civil em 1944.

A sua ligação com a FEUP estendeu-se ao longo de mais de 50 anos, tendo continuado a participar em júris de provas de doutoramento ou de concursos para professores muito para além de 1986, aquando da sua jubilação como Professor Catedrático da instituição.

Em paralelo com a carreira docente, desenvolveu ainda um percurso de relevo enquanto engenheiro civil, em particular na área das estruturas de betão armado, de que são exemplos maiores os já citados projetos do antigo Estádio das Antas e dos mercados de Matosinhos e do Bom Sucesso.

O funeral de Joaquim Sarmento realiza-se às 14h30 de quarta-feira, 11 de abril, saindo da Igreja das Antas.