Modelo social, juventude e envelhecimento em debate na FEUP

O regresso do Ciclo “Novos Paradigmas” da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) é já esta sexta-feira, dia 9 de novembro, com um debate sobre “Novos Paradigmas de Modelo Social, Juventude, Envelhecimento e Morte Dignos”, agendado para as 18h00, no auditório. A entrada é livre.

No “Ano Europeu do Envelhecimento Ativo e da Solidariedade entre Gerações”, a importância deste tema é justificada pela consciência de que o modelo social condiciona a vida de todos os cidadãos de todas as idades, desde as crianças e jovens em idade escolar, aos trabalhadores e desempregados e até aos idosos e reformados e que isso acarreta condicionalismos aos rendimentos e condições de vida de toda a população, do nascimento à morte.

Este debate pretende, assim, alertar para a questão da solidariedade entre gerações não ser apenas importante para assegurar condições para uma morte digna, mas sim para garantir uma vida digna a que a solidariedade social dê garantias de segurança e equidade. Para isso, o modelo social tem que ser sustentável, económica, social e ambientalmente. E isso obriga a importantes mudanças culturais, na adoção de comportamentos mais cívicos e a uma educação para a cidadania, a solidariedade e a responsabilidade.

O debate vai contar com a participação de economistas e especialistas nesta matéria, bem como estudantes da FEUP interessados nesta temática, que vão debater questões relacionadas com a sustentabilidade do modelo social, o envelhecimento ativo e a morte digna.

O Ciclo de Debates “Novos Paradigmas”, resultante de uma proposta dos professores António Barbedo de Magalhães, Rui Azevedo e Alcibíades Guedes, decorrerá semestralmente, estando previstos temas não só relacionados com a economia e a política, mas também com a educação, o envelhecimento, a sustentabilidade económica, ambiental e social, a ciência, a cultura e muitos outros.

A entrada no debate é livre, embora sujeita a inscrição no site dos Novos Paradigmas.