Mais de 180 jovens tornam-se investigadores na U.Porto

Centenas de jovens do ensino secundário tornam-se investigadores durante uma semana (Foto: Egidio Santos/ U.Porto)

Depois de dezenas de programas durante o mês de julho, a “Universidade Júnior” regressa em setembro com as escolas de introdução à investigação de Física, Matemática e Ciências da Vida e da Saúde. De 3 a 9 de setembro, mais de uma centena de jovens do 10.º, 11.º e 12.º ano do ensino secundário passam os últimos dias de férias nas salas e laboratórios da Universidade do Porto.

Ao longo de uma semana, os mais de 180 participantes nas escolas de investigação têm a primeira experiência académica no mundo da investigação científica, ao mesmo tempo que estão em contacto direto com as futuras áreas de estudo. Tal como aconteceu na Escola de Química e Bioquímica que decorreu em julho, nas Escolas de Matemática, Física e Ciêncas da Vida e da Saúde, os jovens são desafiados a criar um projeto científico, sob a orientação de investigadores de diversas unidades orgânicas da U.Porto. Desde a fase de aprendizagem e pesquisa, execução experimental e computacional, os jovens investigadores vivem o verdadeiro ambiente científico ao longo de uma semana de trabalho, que culmina com a apresentação e discussão de resultados.

Na Escola de Matemática, os participantes desenvolvem projetos em temas como linguagens de programação, simetrias dos desenhos de Escher, geometria, o efeito borboleta, fractais e caos, entre outros. Já na Escola de Física, a par dos trabalhos de investigação em grupo, os jovens terão oportunidade de participar em mini-cursos sobre a Teoria da Relatividade de Einstein e sobre as aplicações da Mecânica Quântica às Nanotecnologias.

A Escola de Ciências da Vida e da Saúde conta com cerca de 60 participantes, que serão preparados para um “verdadeiro” congresso de investigação. No dia 9 de setembro, sábado e último dia da semana de atividades, no auditório do Centro de Investigação Médica da Faculdade de Medicina da U.Porto, os 19 grupos de trabalho apresentam os resultados da investigação desenvolvida ao longo da semana.

Os estudantes pré-universitários participantes nas escolas de investigação são selecionados a partir de uma candidatura que tem em conta o desempenho escolar, nomeadamente nas respetivas áreas de investigação.

As Escolas de Introdução à Investigação marcam o encerramento da 13.ª – e mais concorrida de sempre – edição da “Universidade Júnior. Aquele que é o maior programa de iniciação ao ambiente universitário do país destina-se a estudantes do 5.º ao 11.º ano de escolaridade, que, em cada semana do mês de julho e em alguns dias de setembro podem experimentar as salas de aula e os laboratórios da Universidade do Porto.

Mais informações em http://universidadejunior.up.pt.