O Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP) estabeleceu uma parceria com a Câmara Municipal da Maia para o lançamento de um rastreio serológico que tem em vista detetar a presença de Anticorpos Específicos Anti-SARS-Cov-2 na comunidade empresarial do Município.

Designado “Maia COVID-CHECK”, o projeto conta também com a parceria da Associação Empresarial da Maia, do laboratório SynLab e da Bial, e pretende fazer o rastreio serológico dos colaboradores das empresas e instituições do concelho da Maia, de forma a conhecer o provável impacto da epidemia de COVID-19 entre os trabalhadores daquele concelho.

Como explica Henrique Barros, Presidente do ISPUP, “através de testes serológicos pode conhecer-se a proporção de trabalhadores que já tiveram contacto com o vírus SARS-CoV-2 e melhor planear atividades preventivas”.

No âmbito do projeto, caberá ao ISPUP fazer a análise estatística da informação recolhida para estimar a proporção de colaboradores que já teve contacto com o SARS-CoV-2 e organizar formações, nomeadamente, webseminars sobre o tema.

O memorando para o lançamento do “Maia COVID-CHECK” foi assinado na manhã do dia 29 de maio, na Câmara Municipal da Maia.

O projeto surge no âmbito do regresso ao trabalho das empresas e instituições do Concelho, após o confinamento resultante do Estado de Emergência motivado pela Pandemia da COVID-19.

O ISPUP disponibiliza o e-mail maiacovid@ispup.up.pt para o esclarecimento de dúvidas das empresas.