Investigadores da U.Porto criam rede social para descoberta de notícias

Nova rede social quer "perceber" como se relacionam os leitores e as notícias.

Descobrir notícias, seguindo e associando fragmentos semânticos publicados por outros utilizadores é o foco central de uma nova rede social nascida na Universidade do Porto. Chama-se “Breadcrumbs e foi desenvolvida ao longo dos últimos dois anos por uma equipa de investigadores liderada por Álvaro Figueira, do Departamento de Ciência de Computadores da Faculdade de Ciências da U.Porto (FCUP), em parceria com a Universidade do Texas

Nesta nova rede social, desenvolvida no âmbito de um projeto financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), cada utilizador pode colecionar na sua “biblioteca” fragmentos de notícias de que gostou ou que despertaram a sua atenção. A plataforma permite ainda estabelecer associações com outros fragmentos de notícias.

Na base da inovação da “Breadcrumbs” estão então as ferramentas associadas às redes sociais. Ao recolher as opiniões dos leitores, a plataforma cria um modelo de organização semântica dessas opiniões, que faz a ponte entre o processo de produção de notícias e o uso social da internet. Além deste processo de recolha e organização de fragmentos, os investigadores pretendem que o “Breadcrumbs” estude as relações que se estabelecem entre os leitores e notícia.

O protótipo desta nova rede social vai ser apresentado na próxima sexta-feira, dia 7 de dezembro, no segundo dia do III Congresso Internacional de Ciberjornalismo, que vai decorrer na Faculdade de Letras da Universidade do Porto.