Investigador do CAUP recebe Prémio SEIVA/2012

Nuno Cardoso Santos tem-se destacado na procura e estudo de planetas extra-solares

O astrónomo Nuno Cardoso Santos, professor da Faculdade Ciências da U.Porto (FCUP) e investigador do Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP), foi distinguido esta segunda-feira, 5 de novembro, com o PRÉMIO SEIVA 2012, na categoria de Ciências.

Promovido pela Companhia de Teatro Seiva Trupe, este galardão bienal visa reconhecer as individualidades que mais tenham contribuído para o progresso, dignificação e prestígio das Artes, das Ciências e das Letras da cidade do Porto. Para além de Nuno Santos, a edição deste ano premiou ainda o escultor e designer João Machado (Artes) e o poeta Fernando Guimarães (Letras).

Com esta distinção, Nuno Cardoso Santos junta-se ao grupo de personalidades ligadas à U.Porto que já receberam o PRÉMIO SEIVA. Entre elas contam-se o  arquiteto Álvaro Siza Vieira, os cientistas Manuel Sobrinho Simões, Maria de Sousa e Mário Barbosa, os médicos Corino de Andrade e Nuno Grande, o historiador Óscar Lopes, os pintores Júlio Resende e Fernando Lanhas, entre outras.

O Prémio consiste numa peça especialmente concebida para o efeito pelo escultor José Rodrigues.

Quem é Nuno Cardoso Santos?

Natural de Moçambique, Nuno Cardoso Santos está no Centro de Astrofísica da U.Porto desde março de 2007 e é Professor Afiliado da FCUP desde 2009. Com um percurso académico ligado às áreas da Astronomia e Astrofísica e  dividido entre Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e o Observatorio de Genebra (Suiça),  tem-se destacado nos últimos anos pelo trabalho desenvolvido na procura e estudo de planetas extra-solares. Foi nesse âmbito que, em 2009, foi distinguido com uma bolsa Starting Grant do European Research Council (ERC), no valor de quase um milhão de euros. No mesmo ano, integrou a equipa de investigadores que anunciou ao mundo a descoberta de 36 novos planetas extra-solares (exoplanetas).Tem também trabalhos publicados noutras áreas, incluindo a formação estelar e a evolução química da galáxia.