INESC TEC melhora qualidade dos vídeos em aparelhos móveis

Maximino Bessa, do INESC TEC, foi um dos investigadores envolvidos no projeto

O INESC TEC desenvolveu, em parceria com a Universidade de Warwick e a empresa spinoff goHDR LTD, um método que permite a codificação e visualização remota de vídeo HDR (High Dynamic Range) em tempo real. Na prática, este método permite que as imagens com alta resolução sejam transmitidas via internet, em modo streaming, para aparelhos como tablets ou smartphones.

A indústria dos jogos, por exemplo, será uma das beneficiadas na medida em que os conteúdos HDR podem ficar diretamente disponíveis para jogos online ou com base na “nuvem” e podem ser acedidos em qualquer lugar, sem prejuízo da qualidade de visualização.

“Anteriormente, a compressão de vídeo HDR tinha de ser feita offline. Isto significava que dados de vídeo HDR de uma câmara tinham de ser primeiro armazenados em discos especiais de alta velocidade e só depois codificados e finalmente transmitidos. Este processo podia levar vários minutos, o que inviabilizava qualquer transmissão ao vivo. Deste modo, a codificação em tempo real abre agora novas oportunidades na medida em que permite que os utilizadores usufruam diretamente de conteúdos HDR,” explica Alan Chalmers, coordenador da pesquisa.

No INESC TEC, o projeto envolveu três investigadores, liderados por Maximino Bessa, que conseguiram demonstrar com sucesso todo o processo desde a codificação em tempo real do vídeo HDR até à  sua visualização num iPad.

Para Maximino Bessa a disponibilização de vídeos HDR num tablet traduz-se num “passo em frente na melhoria da experiência dos utilizadores na visualização de vídeo em dispositivos móveis”, na medida em que “os dispositivos móveis estão a tornar-se rapidamente o principal meio de visualização de conteúdos e entretenimento, nomeadamente na área dos jogos”, conclui o investigador.