“Histórias de além terra” no Planetário do Porto

Com texto de Regina Guimarães, a peça foi criada e é interpretada pela bailarina Leonor Keil. (Foto: DR)

“Da cúpula do Planetário brilha um Universo de possibilidades”. E é destas  que se fala em Histórias de além terra, a nova peça de vídeo-dança fulldome do Planetário do Porto – Centro Ciência Viva, com estreia marcada para esta sexta-feira, 18 de janeiro, pelas 18h45,

Com texto de Regina Guimarães, a peça foi criada e é interpretada pela bailarina Leonor Keil. “Ter o universo como palco foi um desafio que desde logo me atraiu. Quando o desafio se cumpre, vem o verdadeiro voo e a perspectiva muda… O pensamento torna-se mais abstracto, quase fora do meu alcance. É uma imensidão de espaço a preencher, mas é inevitável desejar mergulhar”, apresenta a autora.

E como nascem, afinal, as Histórias de além terra? “O texto original, da autoria da Regina [Guimarães], serve-me de fio condutor. Eu e a equipa que reuni olhamos para o projeto como sendo um trabalho em desenvolvimento, um percurso de experimentação, de descoberta e de risco. O projecto envolve ferramentas novas e desconhecidas, uma vastidão de tarefas ainda por aprender. Mas é grande a nossa vontade de projectar para uma cúpula e poder dançar de pernas para o ar, como o Fred Astaire ou um asteróide à deriva”, explica Leonor Keil.

Após a estreia, a peça estará em cena no Planetário do Porto a partir de sábado, dia 19, às terças, quintas, sábados e domingos, sempre às 17h30.

A entrada é gratuita (limitada ao número de lugares da sala).

Mais informações aqui.